Boas e novas

Mulheres fortes também pedem socorro!

As mulheres de hoje não são menos carentes de apoio, de presença e de parceria

23/08/2021 10:56h - Atualizado em 23/08/2021 12:27h

Compartilhar no

Nós mulheres temos sido tão fortemente incentivadas a sermos empoderadas e extremamente capazes para qualquer que seja a missão, que por vezes nos esquecemos de que pedir ajuda, quando necessário, também é sinal de força. 

Eu mesma, em diversas ocasiões, já resisti a compartilhar minhas lutas e dores, até que experimentei quão maravilhoso é dividir as cargas. O auxílio pode ser um ouvido atento, uma oração sincera ou uma palavra de ânimo. Recentemente recebi tudo isso de uma querida amiga, num dia de angústia, em meio ao puerpério (minha filha caçula nasceu há menos de dois meses). Enviei uma mensagem, pedindo oração, e de pronto aquela mulher dobrou os joelhos em meu favor, e aquela oração alcançou o coração de Deus e me abraçou fortemente. Mulheres fortes não são autossuficientes. Mulheres fortes às vezes acordam frágeis. 

Noemi era uma mulher forte, até viver o dia mais frágil de sua vida. Já era viúva quando o luto bateu novamente a sua porta, levando seus dois filhos. Sua decisão nesse momento foi despedir suas noras, para que estas recomeçassem suas vidas, e voltar para sua terra, onde poderia encontrar refúgio. No entanto, uma de suas noras, Rute, se negou a partir, decidindo ser ela mesma o apoio e encorajamento que aquela mulher precisava. 

O que era para ser uma despedida se tornou ali um compromisso de fidelidade e amor belíssimo. No capítulo 1, versículos 16 e 17, está escrito que Rute respondeu: "Não insistas comigo que te deixe e não mais a acompanhe. Aonde fores irei, onde ficares ficarei! O teu povo será o meu povo e o teu Deus será o meu Deus! Onde morreres morrerei, e ali serei sepultada. Que o Senhor me castigue com todo o rigor, se outra coisa que não a morte me separar de ti! ".

O resultado dessa caminhada em parceria foi a mão de Deus sobre a vida destas duas mulheres fortes, tão frágeis nesse momento de suas vidas. O Senhor abençoou Rute com marido que a amou, com um filho que alegrou seu coração e o de sua sogra, sendo parte da genealogia do próprio Cristo. 

Noemi ganhou em Rute uma filha que lhe deu muita alegria a partir daquela decisão de ser ajuda e encorajamento num dia difícil. 

As mulheres de hoje não são menos carentes de apoio, de presença e de parceria. E, o principal, não são tão empoderadas ao ponto de não necessitarem do Todo-Poderoso em suas vidas. Mulheres fortes necessitam dEle!

Compartilhar no
Edição: Pollyana Rocha

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas