Roda Viva

Coronavírus: BNDES anuncia R$ 2 bilhões de crédito para área da saúde

Empresas de outros setores que buscam converter suas produções em equipamentos e insumos para saúde também serão contempladas.

30/03/2020 12:01h

Compartilhar no

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai disponibilizar R$ 2 bilhões para as empresas do setor de saúde como apoio ao combate à propagação do novo coronavírus (covid-19). O programa de financiamento visa à ampliação imediata da oferta de leitos emergenciais e de materiais e equipamentos médicos e hospitalares. Empresas de outros setores que buscam converter suas produções em equipamentos e insumos para saúde também serão contempladas.

A Universidade Federal do Piauí (UFPI), por meio da Coordenação Geral dos Curso de Letras-Libras, produziu vídeos informativos sobre o Coronavírus em Libras para a comunidade surda em geral. A elaboração dos vídeos contou com a participação de profissionais da Coordenação de Libras, da equipe de intérpretes de Libras e do Laboratório de Edição de Vídeo da UFPI. De acordo com a professora Adila Silva Araújo Marques da Coordenação do Curso de Letras-Libras, a importância da iniciativa é levar informação de qualidade do que está sendo produzido e da situação na qual nós estamos vivendo para os alunos surdos.

O governo paralelo

Que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, tem sido o embaixador da sensatez política no país não é segredo para quem acompanha a política nacional, mas o aceno dos governadores para que ele comande articulações nacionais de combate ao novo coronavírus demonstra que seu ele tem aval político bem denso. Vai ser muito ouvido sobre o cenário de 2022. 

Olhar atento

O pré-candidato a prefeito e atual secretário de Educação de Teresina, Kléber Montezuma, está  nas redes sociais anunciando que a pasta vai entregar kit alimentação (cestas básicas) para pais de alunos da rede municipa. A medida ajuda às famílias enfrentarem este período de dificuldades e incerteza financeira. O comportamento é válido. Mas é válido também que o Ministério Público esteja com o olhar atento para acompanhar o caso. 

Pressão e atenção

O empresariado teresinense tem pressionado os governos estaduais e municipais a afrouxarem as regras de quarentena e isolamento social da população. Mas até o momento, Wellington Dias e Firmino Filho entendem ser cedo demais para flexibilizações e que é preciso aguardar mais dias para compreender o impacto real do novo coronavírus no estado e na cidade. qa

Amostragem

Considerando que a Prefeitura ainda não tem informações precisas sobre o percentual da população que está infectado com o coronavírus em Teresina, devido à baixa quantidade de testes realizados, o prefeito Firmino Filho informou que está avaliando uma medida inovadora: a realização de testes por amostragem na capital. A ideia é testar cerca de 900 pessoas assim que o Ministério da Saúde encaminhar o material. A verificação é necessária para adotar medidas de controle e prevenção. Em várias regiões da Ásia, as medidas foram mais bem-sucedidas no controle da doença, com testagem em massa de pacientes e contatos, isolando seletivamente e bloqueando cadeias de transmissão.

Preocupada com o aumento no número de infectados pelo novo coronavírus em Teresina, a vereadora Pollyanna Rocha (PV) destinou parte de suas emendas parlamentares para a Fundação Municipal de Saúde (FMS). O montante deverá ser utilizado para aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

“Alterei a proposta as minhas emendas e destinei R$ 162 mil para a Fundação Municipal de Saúde”. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: João Magalhães, Editor de Política - Jornal O Dia

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas