Campeonato Piauiense: Só um milagre pode salvar o Flamengo-PI de mais um rebaixamento

Rubro-negro precisa vencer o Parnahyba hoje (15), mas atletas podem não entrar em campo em protesto às questões salariais

15/03/2022 09:13h

Compartilhar no

Dez jogos e nenhuma vitória. Isso mesmo, nenhuma vitória. Nove derrotas. Dos 30 pontos disputados até aqui no Campeonato Piauiense 2022, a equipe conquistou apenas um ponto, em um empate na estreia do Estadual contra o 4 de Julho. A campanha do rubro-negro é digna de rebaixamento e consegue ser pior até do que a de outros anos em que foi rebaixado, como em 2005. Naquela edição, a equipe só somou em todo o campeonato oito pontos, terminando na lanterna do Estadual.


Leia também: Com salários atrasados, jogadores do Flamengo-PI não treinam e ameaçam greve 

Naquela edição, em 14 jogos, o rubro-negro piauiense só conquistou duas vitórias, dois empates e dez derrotas. Uma participação muito ruim, que só pode ser superada pela campanha deste ano. Para tentar mudar esse cenário, o Fla-PI tem quatro jogos pela frente, com 12 pontos ainda a disputar. A equipe vai precisar ter 100% de aproveitamento e vencer todos os jogos daqui pra frente e ainda torcer para que os rivais diretos na briga contra o rebaixamento (Corisabbá e Oeirense) não pontuem.

Equipe está à beira do rebaixamento no Estadual (Reprodução/Instagram/FlamengoPiaui)

E as dificuldades não param por aí. Além de ter que vencer todos os jogos, essas partidas não são das mais fáceis. O Fla-PI vai pegar o Parnahyba hoje (caso os jogadores decidam entrar em campo); Corisabbá (que também luta para não ser rebaixado) e dois jogos com Altos (equipe que está na parte de cima da tabela e venceu o líder Flu-PI, na última rodada).

A vida do “Mais Querido” não vai ser nada fácil. Não há exagero em dizer que a equipe precisa de um milagre para se manter na elite estadual. O time 17 vezes campeão do Piauiense, com quatro conquistas da Copa Piauí, vai ter que passar por uma reviravolta, se não quiser colocar mais uma participação na Série B no currículo.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário