Com piauiense Adriana em campo, Corinthians conquista Brasileirão Feminino

Com um público total de 41.070 torcedores, a final se tornou a partida de clubes com mais público na história

25/09/2022 10:49h

Compartilhar no

Deu Timão na final do Brasileirão Feminino. Neste sábado (24), o Corinthians derrotou o Internacional por 4 a 1 na Neo Química Arena, em São Paulo (SP), e se sagrou tetracampeão brasileiro de futebol feminino. Os gols do título foram marcados por Jaqueline, Diany, Vic Albuquerque e Jheniffer.

Maior campeão da competição, o Corinthians também escreveu uma marca importante fora de campo. Com um público total de 41.070 torcedores, a final se tornou a partida de clubes com mais público na história do futebol feminino brasileiro. O recorde supera a marca estabelecida pelo próprio Internacional, que levou 36.330 torcedores ao jogo de ida, no último domingo (18).

Foto: Rodrigo Gazzanel/ Corinthians 

O jogo

Com a força de sua torcida, o Corinthians começou a partida pressionando. A blitz alvinegra surtiu efeito logo aos três minutos, quando Gabi Zanotti aproveitou cruzamento para fazer o primeiro gol. A arbitragem, no entanto, anulou o tento com a ajuda do árbitro assistente de vídeo (VAR).

O Timão seguiu martelando, mas foi o Inter quem saiu na frente. Após bate e rebate dentro da área, Sorriso foi oportunista e abriu o placar em Itaquera. A vantagem colorada não durou muito. O Corinthians partiu para cima em busca do empate, que veio com Jaqueline. Antes do intervalo, Diany apareceu na área para virar o jogo.

À frente no placar, o Timão se soltou na segunda etapa. No primeiro minuto de bola rolando, Vic Albuquerque fez o terceiro e encaminhou a taça para o Parque São Jorge. O Inter até tentou reagir, mas teve todas as suas ameaças contidas pelo Alvinegro. O tempo passou, o Corinthians tomou controle da partida e, já nos acréscimos, Jheniffer fez o gol que fechou o placar: 4 a 1.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações CBF

Deixe seu comentário