Combustível: com alta nos preços, professor dá dicas para economizar

Para evitar gastos maiores no dia a dia, os motoristas buscam diferentes técnicas.

27/06/2022 16:26h - Atualizado em 27/06/2022 18:57h

Compartilhar no

A alta nos preços dos combustíveis tem assustado os brasileiros nos últimos meses. Atualmente, o valor da gasolina já passa dos R$ 8 em boa parte dos estados do país, conforme apontou boletim da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), divulgado na última sexta-feira. Para evitar gastos maiores no dia a dia e a dor no bolso, os motoristas buscam diferentes técnicas, muitas delas não têm efeito de fato, como deixar o carro em ponto morto.

O engenheiro e professor do departamento de Engenharia Mecânica da Faculdade Unime José Augusto Junior sinaliza que essas técnicas podem comprometer a segurança dos ocupantes do automóvel. “O ponto morto não gera nenhuma redução no consumo de combustível. A prática, além de não contribuir para o bolso, pode acarretar outros problemas. O carro fica mais instável e inseguro, pois tal ação não irá permitir a utilização do freio motor”, sinaliza.

Além disso, o professor dá dicas de como os motoristas podem economizar. Um dos caminhos para evitar que o veículo consuma combustível além do desejado é cuidar da saúde do automóvel por meio das revisões periódicas. “Checar sempre as velas, filtro, alinhamento e calibragem dos pneus e abastecer em postos de confiança ajudam na economia de gasolina”, aconselha o professor. 

Durante a viagem, José Augusto indica que a troca de marcha no tempo correto é um dos pontos a serem observados para o bom funcionamento do veículo. “Ao usar o câmbio não há necessidade de ‘esticar’ a marcha. No manual do carro existe uma tabela que informa a velocidade adequada para a utilização de cada marcha”, conta.

O professor destaca, ainda, outros pontos para você economizar combustível. Confira abaixo:

Dirija de forma prudente: dirigir o carro como se você estivesse num filme de corrida aumenta muito o consumo de combustível, além de ser perigoso para todos à sua volta. Por isso, evite ultrapassagens perigosas, acelere sempre de maneira suave e progressiva conforme o veículo aumenta a velocidade.

Ar-condicionado só quando necessário: quanto mais tempo com o ar-condicionado ligado, mais combustível será gasto, em torno de 10% a mais que o normal. 

Calibre os pneus regularmente: os pneus descalibrados aumentam o consumo de combustível.

Confira regularmente a geometria da suspenção do seu veículo: outro aspecto que envolve pneus e rodas, e que pode ajudar a diminuir ou elevar o consumo de combustível, é a geometria das rodas fora dos valores de referência recomendados. Rodas desalinhadas provocam um aumento excessivo do atrito entre os pneus e a pista de rolamento, o que demanda maior energia durante o deslocamento, uma dificuldade maior para o carro se locomover, pois as rodas se arrastam. Isso diminui a vida útil dos pneus, aumenta o risco de acidentes e o consumo de combustível.

Evite acessórios desnecessários: eles podem aumentar seu consumo com combustível. Esses acessórios que alteram as características originais do veículo provocam mais resistência contra o ar, prejudicando a aerodinâmica e aumentando o consumo final.

Combustível de qualidade: sempre abasteça em postos de confiança e caso note diferença de desempenho ou trepidações excessivas em marcha lenta logo após abastecer seu veículo leve-o imediatamente ao seu mecânico de confiança e o informe do ocorrido.


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Deixe seu comentário