Abaixo-assinado pede a climatização de todos os ônibus de Teresina

A mobilização pretende coletar 26 mil assinaturas para dar entrada em um projeto de lei de iniciativa popular.

01/03/2016 07:19h

Compartilhar no

Os membros de sindicatos, movimentos sociais e militantes estão colhendo assinaturas dos teresinenses para pedir a climatização dos ônibus que formam o sistema de transporte coletivo da Capital. A ação está concentrada nas praças de maior movimento no Centro da cidade e, em breve, será feita nos bairros.

Foto: Assis Fernandes/ODIA

A mobilização pretende coletar 26 mil assinaturas para dar entrada na Câmara de Vereadores um projeto de lei de iniciativa popular. A iniciativa está sendo organizada pelos vereadores Cida Santiago e Gilberto Paixão. Se conseguirem o montante necessário de assinaturas, o projeto de lei irá propor a instalação de aparelhos de ar- -condicionado nos 445 ônibus que circulam na Capital, no prazo máximo de dois anos para adaptação.

Segundo a psicóloga Serelene Soares, o transporte público em Teresina é precário e precisa de muito investimento. “Estou nessa luta também para exigir melhores condições de transporte. Já peguei um ônibus climatizado, mas é preciso que todos sejam assim, afinal a tarifa está um absurdo”, comenta.

Segundo o estudante Etevan Ribeiro, é fundamental que todos participem dessa reivindicação. “Queremos que 5% do eleitorado teresinense assine o projeto, pois assim poderemos entrar com a lei de iniciativa popular na Câmara de Vereadores. Precisamos de, aproximadamente, 26 mil assinaturas. Queremos bater essa meta até o mês de março”, destaca.

Os vereadores Gilberto Paixão e Cida Santiago estão dando apoio ao movimento. Cida foi a primeira vereadora a apresentar um Projeto de Lei pedindo a climatização dos ônibus de Teresina. No entanto, o projeto foi vetado em primeira instância.

Em fevereiro, a Prefeitura Municipal de Teresina implantou 12 ônibus climatizados na frota, porém a organização da ação de iniciativa popular quer que todos os veículos sejam climatizados. O movimento vai continuar colhendo assinaturas em vários pontos da cidade. Para participar, é preciso estar com o número do título de eleitor.

A reportagem de ODIA tentou contato com os vereadores proponentes, mas até o fechamento desta edição não conseguimos retorno.


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Pedro Vitor Melo - Jornal O DIA

Deixe seu comentário