Covid-19: Professor do Dom Barreto testa positivo e escola suspende aulas

De acordo com a instituição de ensino, o professor já havia realizado teste rápido negativo, mas teve contato com uma pessoa da convivência familiar cujo diagnóstico foi confirmado.

23/10/2020 15:40h - Atualizado em 23/10/2020 16:05h

Compartilhar no

O Instituto Dom Barreto, escola particular de Teresina, comunicou à imprensa nesta sexta-feira (22), que um dos professores que estava atuando no retorno das atividades presenciais testou positivo para a Covid-19 e, por conta disso, as aulas presenciais serão suspensas por 10 dias.


Leia também:

Em nota, a escola esclareceu que o professor apresentou sintomas da doença e realizou teste na data de hoje, o qual indicou o resultado positivo. De acordo com a instituição de ensino, o professor já havia realizado teste rápido negativo, mas teve contato com uma pessoa da convivência familiar cujo diagnóstico foi confirmado.

Foto: Divulgação

"Registramos que não foi apurada qualquer irregularidade no protocolo de segurança da escola, pois o professor estava com duas máscaras, óculos, inclusive na sala de professores, e usou seus próprios pincéis em sala, tendo guardado o distanciamento adequado", informou.

Apesar das medidas de segurança adotadas, o protocolo adotado pela escola e as recomendações das autoridades competentes sugerem a suspensão das atividades presenciais e retorno às aulas on-line (remotas) pelo prazo de 10 dias. "Pedimos a todos que fiquem vigilantes, redobrando cuidados e, mesmo assintomáticos, guardem isolamento de 10 dias, nos comunicando sobre quaisquer intercorrências", recomendou a instituição de ensino.

Segundo o Dom Barreto, o professor está bem, apesar dos sintomas. Com a suspensão das atividades, as aulas presenciais deverão retornar apenas no dia 3 de novembro. Vale lembrar que o retorno das aulas presenciais para alunos do 3º ano da rede de ensino do Piauí teve início no início desta semana, no dia 20 de outubro.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Nathalia Amaral

Deixe seu comentário