Justiça anula concurso em que vereadores e primeira-dama foram aprovados

Entre os aprovados no concurso da Prefeitura de Bom Princípio do Piauí estavam vereadores eleitos e até familiares do prefeito. MPE investigava.

03/03/2017 17:12h - Atualizado em 03/03/2017 17:15h

Compartilhar no

A Justiça concedeu liminar favorável à anulação do concurso público promovido pela Prefeitura Municipal de Bom Princípio do Piauí , em que a primeira-dama da cidade e até o presidente da Câmara dos Vereadores foram aprovados. O certame visava o preenchimento de vagas para cargos como socorrista do SAMU, vigias e professores da rede municipal.

O concurso estava sob investigação do Ministério Público Estadual (MPE), que encontrou uma série de irregularidades na aplicação das provas e na divulgação dos resultados. O exame era composto por questões de conhecimentos gerais e específicos e os 25 primeiros candidatos aprovados para a vaga de vigia tiraram exatamente a mesma pontuação, tendo fechado a prova.

Amas o que chamou a atenção do MPE foi o fato de na lista dos aprovados constarem os nomes da primeira-dama da cidade, Karla Vieira Diniz, do vereador Antônio de Pádua Vieira, do presidente da Câmara dos Vereadores, Jacinto Costa Moraes e do secretário de saúde do Município, Zilmar Neres.

De acordo com a promotora Francineide Silva, que entrou com a representação, a Prefeitura de Bom Princípio do Piauí e a organizadora do certame, a Águas Marinhas Consultorias, foram notificadas no último dia 24 de fevereiro, mas ainda não se manifestaram a respeito da anulação do concurso.

“Nós esperamos que até a próxima semana os representantes do poder público e da empresa apresentem suas defesas e expliquem todas essas irregularidades encontradas, mas é fato que o concurso está anulado e que nenhum dos que foram aprovados serão chamados, até porque a maioria das pessoas que assumiria os cargos públicos está na vida pública, se tratam de políticos e até familiares do prefeito”, explica a promotora Francineide Silva.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Maria Clara Estrêla

Deixe seu comentário