Em crise política, Dr. Pessoa admite deixar o MDB

A polêmica da vez é com o presidente do partido, o senador Marcelo Castro

14/09/2021 11:19h

Compartilhar no

Em crise política e enfrentando dificuldades em seu primeiro ano de mandato, o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, admitiu na manhã desta terça (14) que pode deixar o MDB. Descontente com o tratamento recebido pelo partido, Pessoa já trocou "rusgas" com o presidente da Assembleia, Themístocles Filho, e criticou a forma como a sigla seria conduzida no estado. A polêmica da vez é com o presidente do partido, o senador Marcelo Castro. Marcelo criticou recentemente o atrito entre Dr. Pessoa e o vereador Luiz Lobão, a saída para o prefeito pode ser deixar o partido.


Leia tambémProjeto pode obrigar servidores de Teresina a tomarem vacina contra a Covid-19 


Em entrevista na Câmara, nesta terça, o prefeito atacou o vereador Lobão e criticou o fato dele ter "jogado a primeira pedra" nele

Foto: Tárcio Cruz / O Dia 

"Primeiro o Luiz Lobão não tem nem andado conversando comigo, segundo quem jogou a primeira pedra não fui eu, foi o Lobão, terceiro o Marcelo Castro senador é um homem inteligente se ele pegar essas pedras e buscar uma harmonia tudo bem. Sou Mdbista mas a raiz ainda está sendo enraizada, ele é um vereador de raiz profunda no partido. Qualquer vento pode arrancar o Dr. Pessoa do partido, mas o Lobão não. Se eu sai até do ventre da minha mãe não vou sair do partido", afirmou o prefeito. 

Em resposta Luiz Lobão negou que tenha atrito com o prefeito, a prioridade, de acordo com o parlamentar, são as suas comunidades. 

"Sou do MDB, votei no Dr. Pessoa e apoiei ele. Os nossos questionamentos são em favor das nossas comunidades que estão sofrendo com os problemas da nossa cidade", lamentou o vereador. 

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário