Governo do Estado anuncia revisão no quadro de servidores

A medida faz parte de uma série de ajustes adotados para conter despesas e se adequar à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Hoje, o Piauí compromete 48,5% de sua receita com pagamento de servidores.

22/02/2019 07:33h - Atualizado em 22/02/2019 08:45h

Compartilhar no

O governo do Piauí pretende verificar e revisar a atual folha de pagamento dos servidores ativos. A medida faz parte de uma série de ajustes adotadas para conter despesas e se adequar a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Atualmente o Estado compromete um percentual equivalente a 48,5% de sua receita com pagamento de pessoal, mas o limite prudencial da lei é de 46,55%.

“Vamos seguir com revisão da folha de servidores ativos, aposentados e pensionistas. Revisão e redução do quadro de substitutos com pessoal para áreas fim, cessão somente com ônus para órgão de origem do servidor, revisão de disposições para o Estado”, explica Ricardo Pontes, secretário estadual de Administração.


Ricardo Pontes, secretário de Administração e Previdência - Foto: Arquivo O Dia

O secretário reconhece as dificuldades financeiras pela qual passa do Piauí. Segundo ele, a folha de pagamento, incluindo servidores ativos, inativos e pensionistas, têm crescido acima da inflação do país. Entre 2011 e 2018, a folha cresceu 113,80%, enquanto a receita corrente líquida 70,02%, e a inflação acumulada do período foi de 49,27%.

“Na situação em que estamos, acima do limite prudencial da LRF, não podemos aumentar a folha em nada. O prazo de um ano que estamos pedindo para a Assembleia é para adequar as nossas contas e finanças, a fim de termos um maior equilíbrio para, a partir do ano que vem, fazermos novas promoções, conceder aumentos e garantir recursos para investimentos”, Finaliza o secretário.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: João Magalhães
Por: Breno Cavalcante

Deixe seu comentário