Covid: Teresina começa a vacinar amanhã crianças de 6 meses a 3 anos com comorbidades

Para se vacinar seus filhos, os pais precisam primeiro fazer o agendamento. Serão disponibilizadas mil doses do imunizante Pfizer Infantil.

15/11/2022 14:58h

Compartilhar no

O público-alvo da campanha municipal de vacinação contra a covid-19 em Teresina deverá aumentar a partir de amanhã (16). É que nesta quarta-feira, a capital piauiense começará a vacinar contra a covid crianças de 6 meses e menores de 3 anos de idade que possuem comorbidades. A informação foi divulgada nesta tarde (15) pela Fundação Municipal de Saúde (FMS). Os imunizantes que serão usados chegaram a Teresina no último sábado (12). Foram disponibilizadas 1 mil doses para este público-alvo.


Foto: Marcello Camargo/Agência Brasil

Para que seus filhos se vacinem, os pais devem fazer o agendamento no site Vacina Já, da FMS. A coordenadora da campanha de vacinação em Teresina, Emauelle Dias, destaca que a ampliação do público-alvo segue as orientações do Ministério da Saúde.

Para se vacinar, os pais devem apresentar o CPF ou o Cartão do SUS, cartão de vacina e um laudo ou prescrição médica descrevendo a comorbidade entre as incluídas como prioritárias para a vacinação contra a covid-19 A lista pode ser conferida ao final desta matéria. “É importante lembrar que no momento da vacinação, as crianças devem estar acompanhadas dos pais”, explica Emanuelle Dias.

O imunizante utilizado será o da Pfizer infantil em um esquema que contempla três doses. As duas doses iniciais devem ser administradas com quatro semanas de intervalo, seguidas por uma terceira dose administrada pelo menos oito semanas após a segunda dose.

O presidente da FMS, médico Gilberto Albuquerque, lembra da importância de os pais vacinarem seus filhos. “Com a vacina, nós evitamos infecções pelo coronavírus, hospitalizações por síndrome respiratória aguda grave e óbitos, além de complicações como a síndrome inflamatória multissêmica pediátrica e condições pós-covid”, destacou o gestor.

Veja abaixo as comorbidades incluídas como prioritárias na vacinação de crianças contra a covid-19:

  • Diabeletes melitus
  • Pneumopatias crônicas graves (incluindo doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave (uso recorrente de corticoides sistêmicos ou internação prévia por crise asmática ou uso de doses altas de corticóide inalatório e de um segundo medicamento de controle no ano anterior).
  • Hipertensão arterial resistente: Quando a pressão arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com o uso de três ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou PA controlada em uso de quatro ou mais fármacos anti-hipertensivos.
  • Hipertensão arterial estágio 3 
  • Hipertensão arterial estários 1 e 2 com lesão em órgão-alvo
  • Insuficiência cardíaca
  • Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar
  • Cardiopatia hipertensiva
  • Síndromes coronarianas crônicas
  • Valvopatias
  • Miocardiopatias e pericardiopatias
  • Doenças da aorta dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas
  • Arritmias cardíacas
  • Cardiopatias congênitas
  • Próteses valvares e dispositivos cardíacos
  • Doenças meurológicas crônicas
  • Doença renal crônica
  • Imunocomprometidos
  • Hemoglobinopatias graves
  • Obesidade mórbida
  • Síndrome de Down
  • Cirrose hepática

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações da FMS