Lingeries e flores estão entre os presentes mais procurados para o Dia dos Namorados

Segundo o Sindilojas, as vendas devem aumentar em até 10% em relação a 2019, último ano antes da pandemia.

09/06/2022 11:04h - Atualizado em 09/06/2022 11:20h

Compartilhar no

O Dia dos Namorados de 2022 deve movimentar mais de R$ 2 bilhões no comércio segundo as projeções da Confederação Nacional do Comércio. Embora esse valor corresponda a uma queda de 2,6% em relação ao mesmo período do ano passado, aqui no Piauí a expectativa do comércio para a data é alta. O Sindicato dos Lojistas do Estado (Sindilojas-PI) estima que em relação a 2019, último ano antes da pandemia, as vendas para o Dia dos Namorados aumentem em até 10%.


Leia também: Estudante piauiense ganha bolsa para estudar na Universidade de Nova York 

Foto: Assis Fernandes/O Dia

Os setores que mais devem contribuir para este aquecimento das vendas são os de calçados, vestuário e perfumaria. No vestuário, as peças mais procuradas pelos clientes no Dia dos Namorados são as lingeries, em especial aquelas mais trabalhadas. É o que diz a vendedora Janete Silva: “em geral nessa época do ano quem mais vem comprar essas lingeries são os homens para presentear suas namoradas. As peças que mais vendem são as vermelhas e rendadas. Os conjuntos de calcinha, sutiã e as camisolas também saem bastante”, explica.

As lingeries podem custar de R$ 25,00 a R$ 150,00. Esse valor varia conforme o acabamento da peça e a qualidade do tecido usado em sua confecção. “Em geral são peças feitas com um material rendado para ser usado em ocasiões especiais e que os casais procuram bastante para presentear nesta data”, finaliza Janete.

Foto: Assis Fernandes/O Dia

Outro setor que costuma aquecer na véspera do Dia dos Namorados é o da floricultura. A data tem um aumento significativo nas vendas deste setor, perdendo apenas para o Dia das Mães. Por isso, os comerciantes de flores já iniciaram os preparativos para as vendas, que ocorrem em sua maioria no dia 12 de junho. É o caso da agrônoma Mércia Carvalho, que é proprietária de uma floricultura localizada no Shopping Natureza, na Avenida Marechal Castelo Branco.

Foto: Assis Fernandes/O Dia

“As vendas de flores, geralmente, ocorrem no dia. A flor mais procurada continua sendo a rosa vermelha, que simboliza a paixão, com o buquê tradicional custando em torno de R$ 100. No entanto, o girassol também está muito alta, mesmo sendo de uma cor diferente, ele tem uma durabilidade maior, porque é uma flor que foi produzia em um ambiente mais quente”, destaca.

Foto: Assis Fernandes/O Dia

Uma das clientelas que tem crescido ao longo dos últimos anos são os casais homoafetivos, representando quase metade das vendas de flores. “Acho que, como as mulheres são mais sensíveis e entendem o significado de ganhar flores, nós temos muitas clientes que presenteiam as namoradas com buquês. É uma clientela que cresceu bastante e que compra não somente no dia dos namorados”, explica.

Foto: Assis Fernandes/O Dia

Quem comemora esse aquecimento das vendas neste período são os lojistas. É que o Dia dos Namorados, juntamente com o Dia das Mães e o Natal, está entre as datas que mais movimentam o setor no calendário anual. Para melhor atender aos clientes e garantir que o estoque destinado para a data seja vendido em sua totalidade, os lojistas estão fazendo promoções, kits, atendendo pelas redes sociais e fazendo entregas.

“Nossas lojas estão abastecidas com os produtos mais procurados pelos consumidores. Pedimos que os clientes valorizem o comércio local e comprem aqui, até porque isso facilita eventuais trocas, ajuda a nossa economia e gera emprego e renda. Nossas expectativas são as melhores e estamos contando com nossos clientes para conseguirmos fazer do Dia dos Namorados uma data de ganhos para todos”, diz Leonardo Viana, vice-presidente do Sindilojas.

A social media Flávia Bacelar é uma das pessoas que não deixa a data passar em branco. Para esse dia dos namorados, a jovem pensa em montar um kit com itens que lembrem o relacionamento sem deixar o romantismo de lado. Devido à praticidade, ela revela que prefere comprar tudo pela internet e montar o presente em casa antes do encontro com o amado.

Foto: Assis Fernandes/O Dia

“Eu sempre procuro um presente mais delicado que comemore o nosso relacionamento. Nem sempre penso na parte funcional do presente. Já dei cesta de café da manhã com itens que ele gosta e, para esse ano, penso em montar um kit com chocolate, camisa e uma foto nossa juntos”, afirma.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário