Servidora do TJPI tem prisão convertida de flagrante para preventiva

A decisão atende a um pedido feito pelo delegado Francírio Queiro. Servidora foi presa em flagrante, em frente ao Fórum Criminal de Teresina, suspeita de receber propina para agilizar processos

17/05/2022 17:02h - Atualizado em 17/05/2022 17:16h

Compartilhar no

A servidora Kelly Layane Rodrigues Ferreirapresa pelo Greco suspeita de receber propina em frente ao Fórum Criminal de Teresina , na segunda-feira (16), teve a prisão em flagrante convertida para preventiva decretada pelo juiz Rostônio Uchôa Lima Oliveira nesta terça-feira (17). A decisão atende a um pedido feito pelo delegado Francírio Queiro porque as investigações apontam para o crime de corrupção.

Foto: Divulgação/Greco 

Imagens cedidas pelo Greco mostram a servidora saindo do prédio do Fórum, entrando em um carro preto estacionado na porta e, alguns minutos depois, saindo do veículo com um envelope nas mãos. Ela foi abordada quando retornava para o edifício.

Segundo o Greco, Kelly é lotada na Vara da Infância e da Família e teria recebido R$ 2 mil para agilizar o trâmite processual de uma ação de separação cumulada com pensão alimentícia ajuizada no ano de 2013. Após abordá-la, a polícia identificou a suposta prática de corrupção.

Em seguida, foi dada de prisão e a mulher foi levada à Central de Flagrante.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário