Quase um mês após interdição, trecho da Av. Maranhão continua com risco de desabamento

No local, a erosão da pista já chegou à calçada e levou boa parte do sedimento da margem do rio Parnaíba.

13/02/2022 15:28h - Atualizado em 14/02/2022 13:36h

Compartilhar no

O trecho da Avenida Maranhão, localizado em frente ao Centro Administrativo do Piauí, na zona Sul de Teresina, continua com risco de desabamento quase um mês após a interdição pela Defesa Civil Municipal. A reportagem do O DIA esteve no local na última sexta-feira (11) e constatou que, mesmo sinalizada, a obra no local ainda não teve início.

Foto: Assis Fernandes/O Dia

Segundo o vendedor ambulante João Henrique de Souza, que possui uma banca de venda de frutas próximo ao trecho interditado, há mais de 15 dias não aparecem trabalhadores no local. "Essa semana eles vieram, deixaram esse material, mas até agora não vi ninguém trabalhando. Eu acredito que só não desabou a avenida inteira porque existe essa galeria por baixo que é feita de concreto, senão o buraco seria muito maior", destaca.


Foto: Assis Fernandes/O Dia

No local, a erosão da pista já chegou à calçada e levou boa parte do sedimento da margem do rio Parnaíba. Segundo a Secretaria Municipal de Defesa Civil (SEMDEF), a erosão é provocada pela elevação do nível do rio Parnaíba e há risco de desabamento da pista de rolamento. 

Foto: Assis Fernandes/O Dia

A reportagem do O DIA procurou a Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas Sul, que informou, através da sua Gerência de Obras, que a área já está isolada e que já tem equipe no local trabalhando. "Ainda não há uma previsão de conclusão, devido imprevisibilidade do período chuvoso, mas estamos tomando todas as medidas para que a obra seja executada o mais breve possível", informou.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário