Sob risco de greve, Câmara convoca Prefeitura e Eturb para audiência sobre transporte

Audiência ainda será marcada. O Legislativo Municipal foi provocado por 15 lideranças comunitárias de bairros da zona Leste.

25/05/2022 08:14h - Atualizado em 25/05/2022 08:41h

Compartilhar no

Foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de Teresina o requerimento para a realização de uma audiência pública que discutirá os rumos e a situação do transporte público na capital, que vem enfrentando uma sequência de crises nos últimos anos. A solicitação da audiência foi feita por lideranças comunitárias de 15 bairros na zona Leste de Teresina, que buscaram o Legislativo para reclamar das condições da frota e da falta de linhas em algumas localidades.

Além de representantes da sociedade civil, a audiência deve contar  ainda com a participação da Prefeitura de Teresina, da Empresa Teresinense de Desenvolvimento Urbano (Eturb), do Ministério Público Estadual, da Guarda Civil Municipal, da Strans, da OAB e de representantes do Consórcio Urbanus, que atende a zona Leste da capital.


Foto: Assis Fernandes/O Dia

Autor do requerimento para audiência, o vereador Dudu (PT) comentou a situação do transporte público de Teresina e classificou como "inadmissível" a atual crise pela qual o sistema passa. Desde a semana passada, motoristas e cobradores de ônibus ameaçam deflagrar uma nova greve em razão do atraso no pagamento do salário acordado na última negociação com o Setut e a Prefeitura.

"Vamos chamar uma roda de conversação convidando vários órgãos para discutir o rumo que o transporte público de Teresina está tomando. Esta inadmissível esta situação e isso precisa ser discutido seriamente", afirmou Dudu. Vale lembrar que a Câmara Municipal já realizou no ano passado uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar irregularidades no cumprimento dos contratos de licitação do transporte público da capital e o relatório final apontou a necessidade de um novo processo licitatório para o setorEsta nova audiência ainda será marcada e os órgãos convidados ainda serão notificados.

Trabalhadores e empresários se reúnem novamente

A categoria informou que hoje (25), às 11h, deve ser realizada uma nova reunião no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), para tratar da questão. Motoristas e cobradores de ônibus não afastam a possibilidade de greve geral caso esse pagamento não seja feito até o final do dia. Além de representantes do Sintetro, empresários de ônibus da capital, Procuradoria Geral do Município (PGM) e STRANS. 

O que eles cobram é o cumprimento do que ficou acordado em abril com os empresários, e a Prefeitura de recebimento do piso da categoria com o pagamento de benefícios, como tíquete alimentação e plano de saúde.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário