Da Arquibancada

GHC retorna aos treinos visando Liga Nacional de Handebol

Os atletas voltaram as atividades no Complexo Parentão e buscando seguir todos os protocolos de segurança

31/08/2020 10:33h - Atualizado em 31/08/2020 13:15h

Compartilhar no

Dentro do novo normal e com algumas restrições a equipe de handebol do GHC/Uninassau retornou aos treinos na última sexta-feira, 28, no Complexo Parentão. Com um cronograma elaborado para os próximos dois meses quando inicia as disputas da Liga Nacional de Handebol, principal competição da modalidade prevista para o mês de novembro e dezembro. A Liga segue no calendário, mas os representantes de clubes e Confederação ainda conversam para saber como serão os moldes no ano de 2020.

GHC/Uninassau voltou as atividades visando Liga Nacional de handebol [FOTO; Jailson Soares]

‘Estamos vivendo um ano atípico, mas apesar dos muitos cancelamentos na temporada os representantes dos clubes demonstram estar inclinados a ter competição, manter a data. Porém uma competição em formato mais enxuto, no Nordeste seriam três fases e agora somente uma, os jogos eram ida e volta e agora será jogo único também. Uma economia, pois muitos clubes são patrocinados pela prefeitura e governo do estado e nesse momento por conta da pandemia estão com poucos recursos voltados para o esporte’, disse Giuliano Ramos técnico GHC/Uninassau.

O trabalho de retorno é cauteloso para que os atletas não corram risco de se lesionar. De inicio, serão dez dias somente com treinos físicos, fortalecimento e avaliações. Somente na segunda semana de atividades os atletas terão contato com bola e irão para quadra. Entre eles o retorno era muito aguardado, principalmente para poder rever os companheiros de clube.

O pivo Paulão deve jogar na Europa (FOTO: Jailson Soares)

‘Estávamos sempre nos falando, nos cuidando com exercícios físicos em casa, mas sabemos que não é a mesma coisa e retornar com o foco logo na Liga Nacional é ainda mais motivador’, afirmou Euzébio.

Antes mesmo de a competição iniciar Giuliano Ramos terá uma baixa no grupo. O pivô Paulão, cria do projeto, chamou atenção de um clube espanhol e se prepara para mudar de ares. Após a participação histórica na Liga em 2019, quando o time piauiense chegou até a semifinal e terminou em 4ª lugar geral alguns atletas tiveram oportunidade de ser observado pelo exterior.

‘Primeiro foi o Romário, que está em Portugal desde o começo do ano e agora o Paulão está quase certo de saída, além da concorrência do Sul do país agora temos também a internacional’, brinca o técnico.

A Liga Nacional acontece no final de novembro e começo de dezembro. Essa será a terceira participação de uma equipe piauiense na competição nacional. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Pâmella Maranhão - Jornal ODIA

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas