Seleção: o absurdo, a dúvida e a sombra

Opinião! A ausência de Diego Alves na convocação é um erro, a disputa entre Marcelo e Filipe Luís promete... e Douglas Costa chega pedindo espaço!

22/10/2016 19:30h

Compartilhar no
Por Tauan Ambrosio 


Tite faz um início de trabalho espetacular à frente da Seleção Brasileira. Foram quatro vitórias no mesmo número de jogos, e todas elas construídas com futebol tão bom quanto a postura do time. Na última sexta-feira (21), o treinador do Escrete Canarinho fez uma convocação que, no geral, é boa.

Mas ela começou ruim.

Isso porque dentre os nomes para os goleiros, o de Diego Alves não estava presente. Titular atual na posição, Alisson é uma boa escolha, assim como Alex Muralha – talvez o melhor de sua posição no atual Campeonato Brasileiro. Weverton já mostrou sua competência e está na história como um dos heróis do ouro olímpico.

Só que Diego Alves é, neste momento, melhor do que todas as opções de Tite.

Neste sábado (22), o goleiro do Valencia levou três gols do Barcelona, é verdade. Só que o primeiro deles foi irregular, já que Luis Suárez estava impedido e participou do lance ao dar uma espécie de ‘corta-luz’. No segundo, o brasileiro estava no chão após uma belíssima defesa quando o atacante uruguaio completou para as redes. E o terceiro foi de pênalti, com o camisa 1 triscando a luva na batida de Messi.

Diego Alves é o goleiro que mais defende pênaltis nos principais campeonatos da Europa (Foto: Getty Images)

Em quatro pênaltis enfrentados, apenas o de Messi, neste sábado, venceu o brasileiro, que mais uma vez é o líder no ranking de penais defendidos nas principais ligas domésticas da Europa (3 defesas). Diego Alves - que fez, contra o Barça, várias defesas importantes - é um dos melhores goleiros do futebol europeu, e merece, pelo menos, estar no grupo da Seleção Brasileira.

No time titular, Tite tem uma dúvida no presente e pode ganhar outra para o futuro. A primeira é a escolha da lateral-esquerda: Marcelo ou Filipe Luís? Desde que assumiu o comando da Seleção, o treinador voltou a incluir o jogador do Real Madrid em sua lista. Marcelo, titular nos dois primeiros compromissos de Tite com o time da CBF, é um jogador de mais habilidade e plasticidade do que Filipe Luís. No mundo, é o melhor de sua posição. Só que o jogador do Atlético de Madrid é muito completo.

Filipe Luís e Marcelo estão entre os melhores laterais do mundo, na atualidade (Foto: Getty Images)

Filipe Luís também deixou duas excelentes impressões nos últimos dois jogos do Brasil, e inclusive fez um gol na vitória por 5 a 0 sobre a Bolívia. Anteriormente, antes de sofrer uma lesão, Marcelo foi muito bem contra Equador e Colômbia. Escolha difícil, mas segura. Afinal de contas, ambos estão entre os melhores do mundo.

Recuperado de lesão, Douglas Costa faz a diferença para o Bayern... e aumenta disputa por vaga na Seleção (Foto: Getty Images)

Uma última dúvida, para o futuro, é sobre a titularidade de Douglas Costa. O jogador – que neste sábado (22) fez um belo gol na vitória do Bayern sobre o Gladbach – costuma jogar pela esquerda na Alemanha. Na Seleção, essa posição é do intocável Neymar. Como a estrutura do 4-1-4-1 está bem equilibrada, só é possível imaginá-lo disputando pela vaga com Willian e Philippe Coutinho.

Em momento espetacular pelo Liverpool – inclusive com golaço neste sábado (22) -, Coutinho deu um toque de encanto à Seleção desde que virou titular no lugar de Willian... que por sua vez só não contribuiu com mais gols nestas Eliminatórias do que Neymar. O meia-atacante do Chelsea balançou as redes 3 vezes e deu o mesmo número de assistências, enquanto o craque do Barcelona fez o mesmo número de tentos e deu uma assistência a mais. De qualquer maneira, hoje Douglas Costa chega para fazer sombra para Coutinho e Willian na direita. Ou, para ser opção sempre que Neymar não puder estar em campo.  

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Esporte interativo

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas