Madeiro

Ex-prefeito de Madeiro, Zé Neto, preso pelo DHPP, paga fiança de R$ 72 mil e é solto

A informação foi divulgada pelo advogado do ex-gestor, Acelino Júnior, a uma rádio de Teresina.

21/01/2022 18:13h

Compartilhar no

O ex-prefeito de Madeiro, Zé Neto, que foi preso pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) nesta sexta-feira (21), no âmbito das investigações que apuram o assassinato do prefeito da cidade Jose Ribamar de Araújo Filho , pagou fiança equivalente a 60 salários mínimos (R$ 72 mil) e foi solto. A informação foi divulgada pelo advogado do ex-gestor, Acelino Júnior, a uma rádio de Teresina.

Zé Neto foi preso em flagrante com três armas, sendo um revólver calibre 38, um rifle e uma espingarda calibre 12.  Segundo o delegado Baretta, coordenador do DHPP, as armas encontradas na casa do ex-prefeito devem passar por perícia para identificar se foram as mesmas utilizadas no assassinado de Jose Ribamar, morto com três tiros em novembro do ano passado.

Foto: Reprodução/Redes Sociais 

Agora, as investigações serão comandadas por Bruno Ursulino, do DHPP.

Em entrevista a uma rádio local, o advogado de Zé Neto, Acelino Junior, disse que a fiança foi paga e que o ex-gestor é inocente. Segundo ele, as armas pertenciam ao pai dele e estavam sem documentação, mas que tudo já teria sido esclarecido as autoridades.

Ainda segundo o advogado, Zé Neto segue à disposição da polícia para qualquer esclarecimento e que vai provar sua inocência ao longo do processo. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário


Notícias Relacionadas