Auxílio Brasil: confira novas regras para recebimento do benefício

As principais mudanças incluem a alteração da renda elegível e a liberação do pagamento por bancos privados

26/04/2022 17:44h - Atualizado em 26/04/2022 17:49h

Compartilhar no

O Governo Federal, por meio do Ministério da Cidadania, publicou hoje (25), as novas regras para o recebimento do Auxílio Brasil. As principais mudanças incluem a alteração da renda elegível, novas regras para concessão de benefícios e a liberação do pagamento por bancos privados. 

(Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O benefício é concedido a famílias de baixa renda e em condição de pobreza que estejam registrados no CadÚnico. Para ter acesso, o cidadão deve pertencer a uma família que tenha renda per capita de até R$ 105 ou famílias que tenham renda entre R$ 105,01 e R$ 210 por pessoa.

Outras condições impostas pela nova portaria asseguram que as famílias devem ter crianças de 6 a 17 anos de idade e ter membros de 18 a 20 anos e que não tenham concluído a escola até o 3º ano. As gestantes terão os pagamentos suspensos após os nove meses e crianças que ainda não tenham completado 7 meses de idade terão o pagamento encerrado após o pagamento da sexta parcela.

Além disso, há uma nova regra de emancipação que irá regular o benefício para famílias que tiverem aumento da renda familiar mensal per capita e que ultrapasse o valor da linha de pobreza em até duas vezes e meia. 

Caixa paga hoje Auxílio Brasil a beneficiários com NIS final 7

A Caixa Econômica Federal paga hoje (26) a parcela de abril do Auxílio Brasil aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) de final 7. O valor mínimo do benefício é R$ 400. As datas seguem o modelo do Bolsa Família, que pagava  nos dez últimos dias úteis do mês.

O beneficiário poderá consultar informações sobre datas de pagamento, valor do benefício e composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Atualmente, 17,5 milhões de famílias são atendidas pelo programa. No início do ano, 3 milhões de famílias foram incluídas. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações da Agência Brasil

Deixe seu comentário