A Importância do estudante de Enfermagem conhecer os procedimentos da Hemodiálise

A hemodiálise é indicada para pacientes que estão sofrendo com insuficiência renal grave.

17/05/2022 14:21h

Compartilhar no

A hemodiálise é a principal forma de tratamento no momento em que os rins do paciente param de funcionar da forma correta. 

Ela atua removendo resíduos que são maléficos para o organismo, como a presença exacerbada de líquidos e sal, por meio da filtração sanguínea.

Dessa forma, a hemodiálise é indicada para pacientes que estão sofrendo com insuficiência renal grave.

Foto: Ivan Baldivieso/Governo da Bahia

Além disso, ela também ajuda no tratamento de problemas como controle da pressão arterial, e é responsável por manter substâncias como sódio, potássio, creatinina e ureia em equilíbrio no organismo.

Requisitos Para a Hemodiálise

O profissional de enfermagem tem a obrigação de conseguir reconhecer os sintomas e sinais do paciente para executar a hemodiálise. 

Durante o procedimento, é necessário a presença de uma via de acesso para a circulação sanguínea, além da necessidade dos materiais e equipamentos funcionarem adequadamente.

É importante ressaltar que essas necessidades só são possíveis de serem atendidas em locais que possuem uma infraestrutura de qualidade, além de profissionais capacitados.

Os profissionais de enfermagem são capazes de desenvolver a competência necessária para esse procedimento através de programas específicos de capacitação.

Dessa forma, eles podem optar pelas melhores decisões, com o intuito de diminuir ao máximo os riscos do tratamento, além de promover o melhor resultado possível, prezando a qualidade de vida do paciente.

O número de sessões pode variar de acordo com cada paciente, o que depende do nível de gravidade da insuficiência renal.

Assim, uma pessoa que apresente a falência total dos rins, deve fazer uma média de duas a quatro sessões a cada semana.

Um fator extremamente importante que deve ser levado em conta, se dá pela qualidade da água.

Isso porque, um paciente em hemodiálise entra em contato, em média, com 360 litros de água, a cada semana de tratamento. 

Dessa forma, a presença de substâncias tóxicas na água podem ser prejudiciais ao paciente, e causar até mesmo danos letais. 

Cuidados e Orientações para a Hemodiálise

O tratamento de hemodiálise é extremamente difícil e possui uma longa duração, apesar de poder gerar uma melhora na condição atual do paciente. 

Dessa forma, é de grande importância que o profissional de enfermagem crie um plano direcionado com os cuidados necessários, prezando a situação de cada paciente, seja ela física, emocional e cognitiva.

Por isso, a presença da assistência dos profissionais de enfermagem se torna essencial no tratamento de hemodiálise, com o intuito de promover as intervenções necessárias, prezando o resultado esperado ao paciente.

Principais funções da equipe de enfermagem no tratamento da hemodiálise:

- Manter o equilíbrio hidroelétrico

  • Ingestão adequada de nutrientes para o corpo

- Preservar o acesso vascular

- Minimizar a presença de fadiga

- Diminuição da falta de conhecimento sobre a enfermidade

- Fornecer o apoio necessário para cada paciente, preservando seu estado emocional

Assim, durante o difícil processo de hemodiálise, o enfermeiro deve ficar encarregado de fornecer todo o apoio necessário ao paciente.

Isso se torna importante para que assim ele consiga se adaptar ao novo estilo de vida, após a realização do tratamento, prezando uma melhor qualidade de vida para o mesmo.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário