Caso suspeito de varíola do macaco é investigado no Ceará

A autoridade de saúde do Ceará disse que o paciente se encontra em isolamento domiciliar

31/05/2022 09:34h

Compartilhar no

Um caso suspeito de varíola do macaco está em investigação no estado do Ceará, disse a Secretaria de Saúde do Estado (SESA) em nota de alerta emitida nessa segunda-feira (30/05). A notificação é de uma pessoa residente na capital Fortaleza que apresentou sintomas da doença. 

A SESA explicou que o paciente não esteve em deslocamento para áreas onde a doença já foi confirmada e nem contato com outras pessoas suspeitas da infecção. A autoridade de saúde do Ceará disse que o paciente se encontra em isolamento domiciliar, mas não revelou detalhes de seu quadro de saúde.

Foto: Reprodução / Saúde RS

"Foram aplicadas todas as medidas recomendadas como isolamento domiciliar, busca de contatos e coleta de material para exames, que está em processamento", afirmou a Secretaria de Saúde. 

Com mais uma suspeita, o Brasil passar a ter três casos em investigação. Além do Ceará, Santa Caterina e Rio Grande do Sul notificaram casos. 

Piauí em alerta 

Devido a fronteira com o estado do Ceará, o Piauí entra em alerta para varíola dos macacosNessa segunda-feira (30/05), secretário de Saúde, Neris Machado Júnior, afirmou que o Piauí montará um comitê especial caco. 

“A nossa medida principal é a de vigilância. O comitê será formado por cientistas e médicos especialistas nesta área especificamente para que eles possam estar trocando experiências e dialogando com outras secretarias estaduais de saúde. O objetivo é que possamos ter no Piauí e estados do Nordeste ações de maneira padrão para, em caso de alerta, tomar algumas medidas que venham de maneira a atacar a problemática e facilitar a resolução do caso”. disse.

Sintomas da varíola do macaco

A transmissão da doença para humanos pode ocorrer pelo contato com um animal ou um humano infectado, principalmente, por meio de gotículas respiratórias. O período de incubação é de 5 a 21 dias. A pessoa infectada apresenta febre, dor de cabeça intensa, inchaço dos gânglios linfáticos, dor nas costas, dor muscular e falta de energia. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário