Pelo menos 56% dos brasileiros não ficam longe do smartphone por mais de 1 hora

Em 2020, o número era maior: 79% da população não conseguia ficar sem o celular por mais de 60 minutos

28/11/2022 10:59h

Compartilhar no

Os smartphones praticamente se tornaram uma extensão do corpo humano. Sair de casa sem o celular é algo desesperador. Em pesquisa realizada por uma empresa especialista em insights de mercado e consumo revelou que 56% dos brasileiros admitiram não ficar longe dos celulares por mais de uma hora. O dado foi comparado com o ano de 2020 e apresentou uma queda, quando 79% da população não conseguia ficar com o celular por mais de 60 minutos.

O acesso dos brasileiros ao seu celular é constante e acontece durante todo o dia para 54% dos brasileiros. Já 33% acessam a noite; 6% à tarde e pela manhã, cada; e 1% durante a madrugada. A pesquisa ainda identificou que 72% usam seus aparelhos atuais desde 2020, sendo que 5% não trocaram os modelos há mais de cinco anos.

(Foto: Reprodução/Pixabay)

Aplicativos mais acessados pelos brasileiros

As redes sociais são campeãs quando o assunto são as atividades mais realizadas com o celular, no topo do ranking, para 89% dos brasileiros. Por outro lado, o consumo e o mercado financeiro também ganharam seus espaços: 62% fazem uso de apps de bancos; 45% compram e pedem delivery (comida, mercado); 41% fazem compras para si mesmos (roupas, acessórios); 33% compram itens para casa (eletro/eletrônicos, UD).

As ligações na função “telefone” são utilizadas por 48%; 49% checam seus e-mails; e os mapas e a meteorologia em tempo real são ferramentas muito usadas por 43%. Uma substituição comum também tem sido do cartão bancário. Em 2022, 27% já fazem seus pagamentos em lojas por meio de wallet virtual, apenas encostando o celular autorizado nas máquinas.

Serviços de streamings, vídeos e games também despontaram com a mudança de hábito e maior uso dos smartphones. 44% ouvem música; 25% assistem séries e filmes; 21% se divertem com os games; 17% ouvem podcast e 14% fazem videoconferência.

Além disso, os smartphones roubam a cena com suas inúmeras funcionalidades e aplicativos, por exemplo, 62% dos brasileiros trocaram seus relógios de cabeceira pelo despertador do celular. E, em um cenário esperado, 55% da população deixou as câmeras fotográficas no passado e só fazem fotos e vídeos com seus aparelhos celulares.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no