Liana Chaib tem nome aprovado na CCJ para o Tribunal Superior do Trabalho

O nome de Chaib foi aprovado por unanimidade dos 27 senadores. A indicação será analisada agora pelo plenário da Casa

22/11/2022 16:05h - Atualizado em 22/11/2022 16:15h

Compartilhar no

A juíza trabalhista piauiense Liana Chaib teve o nome aprovado nesta terça-feira (22/11) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal para a cargo de ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Ela foi sabatinada pelos senadores após indicação do presidente Jair Bolsonaro.

No discurso aos senadores, Liana Chaib apostou em sua origem piauiense para descrever que em 81 anos de existência do TST, o Piauí nunca possuiu representação na corte. Ela pediu a aprovação de seu nome ao classificar que sua indicação representa um resgate da importância do Piauí no cenário nacional. 

“Sou filha da terra nordestina, filha do sol do equador. Esse fato torna ainda mais preciosa a aspiração de integrar o digno corpo de membros do tribunal da Justiça social. A chancela de vossas excelências muito além de consagrar o projeto pessoal de uma juíza, significará trazer meu estado natal ao posto de destaque, com o qual muitos já foram agraciados dentre os entes federativos brasileiros. Consistirá, sim, em verdadeiro resgate da importância daquela terra e da valorização de seu povo”, discursou.

Foto: Agência Senado

Liana Chaib lembrou sua trajetória de 32 anos como juíza do trabalho no Piauí. Ela usou parte de seu discurso também para garantir que no TST terá a sensibilidade feminina no trato com as pautas e atuará para garantir a produtividade da corte. 

“Encontra-se diante de vossas excelências uma mulher piauiense, nordestina, uma mulher brasileira, uma juíza cujas decisões sempre foram permeadas pela sensibilidade e pela visão feminina [..] uma magistrada que tudo fará para manter em alta a qualidade e quantidade das decisões daquela corte, uma mulher que acredita da Justiça não como um favor que se faz, mas como um dever que se cumpre”, disse. 

O relator da indicação de Liana Chaib foi o senador piauiense Marcelo Castro (MDB). A sessão  foi prestigiada ainda pelo senador Elmano Férrer e o ministro piauiense do Supremo Tribunal Federal (STF), Kassio Nunes Marques. Ao final, o nome de Chaib foi aprovado por unanimidade dos 27 senadores. A indicação será analisada agora pelo plenário da Casa.

Foto: Agência Senado

Foto: Agência Senado

Foto: Agência Senado

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário