"œNão serei um Dudu da vida", diz Edson Melo ao reafirmar oposição a Dr Pessoa

O vereador reeleito enfatizou que a bancada do PSDB na Câmara Municipal fará cobranças ao novo prefeito mas também apresentará sugestões

01/12/2020 12:50h

Compartilhar no

Apesar de derrotado na disputa para a Prefeitura de Teresina nas Eleições Municipais 2020, o PSDB conseguiu eleger a maior bancada para as próximas legislaturas na Câmara Municipal (CMT). Presidente do diretório municipal do partido e vereador reeleito, Edson Melo (PSDB) garante que os tucanos farão oposição responsável a Dr. Pessoa (MDB), prefeito eleito no último domingo (29). 

“Vamos ser uma oposição crítica, que vai apresentar sugestões. Não vamos criticar por criticar, nem se colocar radicalmente contra. Com certeza não serei um vereador Dudu [Edilberto Borges] da vida”, disse o parlamentar decano, fazendo referência ao atual líder da oposição na CMT, que deve passar à condição de base governista a partir do próximo ano.

Edson Melo (Foto: Assis Fernandes/ODIA)

Edson Melo também comentou a derrota no pleito majoritário, que pôs fim a uma hegemonia eleitoral de quase três décadas do PSDB na capital piauiense. Segundo ele, o resultado das urnas foi o “esperado”, conforme as últimas pesquisas de intenção de votos divulgas às vésperas do segundo turno mas também de outros  diversos fatores.

“Tivemos muita dificuldade em relação a candidatura do professor Kleber Montezuma,  tendo em vista principalmente a pandemia. Ele era um candidato que não muito conhecido e popular dentro da cidade, apesar da sua competência e do seu trabalho. Foi a democracia, temos que aceitar e torcer para que a nova administração dê certo”, avaliou o vereador.

Uma das coisas que chamaram atenção, principalmente nas últimas semanas da campanha no segundo turno, foi a adesão de lideranças de partidos aliados ao palanque de Dr. Pessoa, inclusive de membros do PSDB. Apesar disso, Melo descarta “caças às bruxas” relacionada a possíveis infidelidades. “Não há razão de se avaliar, cada um teve suas razões pessoais”, destacou o dirigente partidário.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Breno Cavalcante

Deixe seu comentário