“Condenar o Bolsonaro por sair de férias é uma injustiça”, diz Ciro Nogueira.

Bolsonaro se afastou para o descanso dia 27 de dezembro e interrompeu abruptamente suas férias no último dia 02 de janeiro quando foi internado em São Paulo

05/01/2022 12:00h - Atualizado em 05/01/2022 12:05h

Compartilhar no

O Ministro Chefe da Casa-Civil, Ciro Nogueira,  defendeu o presidente da República, Jair Bolsonaro, após ataques da oposição. Deputados e partidos de esquerda  criticaram o chefe do executivo federal por sair de férias no momento em que estados brasileiros foram atingidos por fortes chuvas e enchentes. Bolsonaro se afastou para o descanso dia 27 de dezembro e interrompeu abruptamente suas férias no último dia 02 de janeiro quando foi internado em São Paulo por problemas intestinais.

Ciro lembrou que Jair Bolsonaro foi à Bahia durante o período de férias, e aproveitou para cutucar os governadores que estariam criticando o presidente.  “Você condenar uma pessoa por estar dez dias de férias durante um ano, uma pessoa com tantas atribuições, é uma injustiça muito grande. Ele foi a Bahia, esteve nos momentos mais difíceis daquele estado. O que importa é que estamos trabalhando, as ações do governo federal estão sendo decisivas, por que existe uma omissão dos governos estaduais nesta situação. Temos uma parceria muito forte com os prefeitos para fazer o que precisa ser feito”, ressaltou o senador.

O também ministro da Cidadania, João Roma, que é baiano, lembrou que o momento não é de politizar a assistência às famílias atingidas pelas chuvas, e sim trabalhar pelo povo.  “Não é questão de política eleitoral partidária, é trabalho para minimizar o sofrimento do povo. A parte de acolhimento também será executada com o Ministério da Cidadania que disponibilizará recursos para os municípios abrigar as pessoas”, ressaltou o gestor.

Bolsonaro recebe alta médica

Após dois dias internado no Hospital Vila Nova Star em São Paulo, devido a uma obstrução intestinal, o presidente Jair Bolsonaro informou pelo Twitter que recebeu alta nesta quarta-feira (5). “Alta agora. Obrigado a todos. Tudo posso naquele que me fortalece”, comemorou.

Ainda não há informações sobre o retorno do presidente a Brasília, nem como ficará a agenda dele após alta. Ontem (4), os médicos retiraram a sonda nasogástrica que o presidente utilizou durante o tratamento e foi descartada a necessidade de realização de nova cirurgia diante do fim da obstrução com medicamentos.

Também nessa terça-feira, imagens postadas nas redes sociais de Bolsonaro e da primeira-dama Michelle Bolsonaro registram o presidente sendo avaliado pela equipe médica e caminhando no hospital.

Na madrugada de segunda (3), Bolsonaro, que estava em férias em Santa Catarina, foi levado para São Paulo com a suspeita de nova obstrução intestinal.

Foto: Reprodução Twitter Jair Bolsonaro

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações Agência Brasil

Deixe seu comentário