João de Deus diz que PT no Piauí sai perdendo com federação partidária

Para o deputado, a expectativa de eleger oito parlamentares será reduzida caso a federação seja concretizada

21/01/2022 16:10h - Atualizado em 21/01/2022 16:25h

Compartilhar no

A federação partidária articulada entre o Partido dos Trabalhadores e outros partidos (PSB, PV, PCdoB e PSOL) prejudica a estratégia dos petistas no Piauí, defendeu o deputado estadual João de Deus (PT). O parlamentar explicou que a sigla sozinha conseguiria eleger um total de oito deputados para a Assembleia Legislativa, porém, com a federação, reduz as expectativas dos filiados. 


Leia também“Permaneço pela vontade do Dr. Pessoa”, diz Zé Nito sobre continuidade na gestão 


“O PT termina perdendo nessa história. Se a gente fazia oito (deputados estaduais) nessa disputa sem federação, a tendência é o PT cair um pouco os potenciais eleitos. Alguns deputados podem vir para o PT? Essa discussão nós estamos fazendo”, disse João de Deus sobre a possibilidade de deputados de mandatos serem aceitos no partido.

Foto: Jailson Soares / O Dia

O deputado apontou ainda que PT já tinha 23 candidatos para a disputa desse ano, o que cairá para 12 caso a federação seja formalizada. Para ele, deputados de mandatos e lideranças consolidadas terão prioridade na formação da chapa, enquanto outros filiados não terão condições de candidatura. 

João de Deus, contudo, afirmou que é favorável a federação por fortalecer a bancada federal do PT no Congresso Nacional e servir de sustentação para um possível governo de Lula. 

“Me posicionei favorável. Do ponto de vista nacional, da eleição de uma bancada federal, ela tem um aspecto positivo de dar sustentação ao governo, além de ter mais coesão, afunilar num projeto de governo. Mas no PT ela muda as expectativas. Estamos numa certa encruzilhada”, afirmou. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário