“Vamos provar quem é o vilão da história”, diz Wellington sobre congelamento do ICMS

O governador atribui os aumentos sucessivos no preço dos combustíveis à política de preços da Petrobras que segue os valores praticados internacionalmente.

03/11/2021 09:54h

Compartilhar no

O governador Wellington Dias compareceu nesta quarta-feira (03) à inauguração das novas instalações da Ceasa, na zona Sul de Teresina, e durante entrevista concedida na chegada do evento, comentou a participação do Piauí na Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP-26) e também sobre a crise no preço dos combustíveis.

Ainda na semana passada, o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) anunciou o congelamento por 90 dias do ICMS cobrado pelos estados sobre os combustíveis. A medida, segundo Wellington Dias, vai mostrar quem de fato “é o vilão” na alta dos preços: se os governadores ou se as ações adotadas pelo Governo Federal na política de preços praticada pela Petrobras.

“O que a gente vai provar com essa atitude dos 27 estados de manter congelado por 90 dias o ICMS enquanto temos uma solução definitiva é quem é o vilão dessa história. Em minha opinião, foi a liberdade dada à Petrobras de poder reajustar os combustíveis com base em preços internacionais”, afirmou Wellington Dias.


Foto: O Dia

Para o governador, a única maneira efetiva de se reduzir o preço do gás, da gasolina e do óleo diesel é ter o fundo de equalização dos combustíveis como o Brasil sempre teve e assumir o compromisso da reforma tributária com a disposição para fazer a compensação da tributação sobre o consumo e sobre a renda para os mais ricos e os mais pobres.

“Tira a classe média e tributa um patamar em que são os mais ricos para que o Brasil tenha inclusive uma justiça tributária. Acho que esse caminho está nas mãos do Congresso Nacional e nós queremos ajudar”, comentou Wellington Dias.

Piauí vai lançar programa de incentivo ao reflorestamento

Ainda durante a visita às instalações da Nova Ceasa, o governador comentou a participação do Piauí na COP-26, que acontece em Gasglow, Reino Unido, no dia 15 de novembro. Dentre as medidas que o Estado deve tomar como forma de assumir o compromisso com o meio ambiente está o lançamento do Programa Pró-Verde, que tem a meta de plantar 5 milhões de novas árvores em cinco anos.

“Vamos trabalhar já com edital para um milhão de árvores onde vamos casar com o social. As comunidades que moram nesses biomas que serão recuperados serão colocadas para ganhar uma renda e trabalhar com a coleta de sementes nativas e com a produção de mudas. O Piauí já é um exemplo nessa área de compromisso com o mundo”, comentou Wellington Dias.

O governador já teve sua viagem para o Reino Unido autorizada pela Assembleia Legislativa (Alepi) e participará presencial da COP-26 com mais 11 governadores.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações de Lalesca Setúbal, da O DIA TV

Deixe seu comentário