Acreditando no segundo turno, Fábio Abreu pede para eleitores não venderem o voto

Sem se dar por vencido, o candidato pede aos eleitores que não vendam o voto e escolham os seus candidatos pelas propostas.

10/11/2020 17:22h

Compartilhar no

Candidato à Prefeitura de Teresina pelo Partido Liberal (PL), o capitão Fábio Abreu disse estar confiante de que a sua chapa esteja na disputa no segundo turno das eleições municipais deste ano. Sem se dar por vencido, o candidato pede aos eleitores que não vendam o voto e escolham os seus candidatos pelas propostas que estes apresentam para Teresina.


Leia mais: Dr. Pessoa e Montezuma trocam acusações na Justiça na reta final da campanha 

Em entrevista à O Dia Tv, canal 23.1, Fábio Abreu criticou o candidato da situação, Kleber Montezuma (PSDB), e disse que a crença do ex-secretário municipal de Educação em um segundo turno com o Dr. Pessoa é “arrogância típica da gestão”.

Foto: Arquivo O Dia

“Contar como se eles estivessem em um curral eleitoral, e o que fosse imposto para a população é a vontade deles. Esquecem que tem uma população inteira e que 64% dos entrevistados em Teresina querem uma mudança radical, tirar essa gestão que está aí há 30 anos. Se metade da população quer uma mudança radical, como é que eles podem estar no segundo turno?”, questiona.

Segundo ele, pesquisas de intenção de voto apontam que seu nome estará na disputa do segundo turno contra o Dr. Pessoa, e que a partir da formação dessa oposição, os eleitores poderão escolher o seu candidato de acordo com as propostas apresentadas.

Fábio Abreu acusa ainda a chapa de Kleber Montezuma de estar usando o poder econômico da Prefeitura de Teresina para comprar votos. “Não venda a sua consciência, não venda sua honra, porque o voto é o momento que você tem para manifestar o seu desejo e errando no dia 15 de novembro, você terá quatro anos para corrigir esse erro que cometem em um dia”, finaliza.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Nathalia Amaral

Deixe seu comentário