Em entrevista, Bolsonaro confirma que Ciro Nogueira vai assumir a Casa Civil

Presidente diz que mudança nos ministérios foi baseada em critérios técnicos. Ciro deve tomar posse na semana que vem.

22/07/2021 10:51h - Atualizado em 22/07/2021 11:02h

Compartilhar no

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou nesta quinta-feira (22) o nome do senador piauiense Ciro Nogueira (Progressistas) como ministro da Casa Civil. Com a mudança, o chamado Centrão entra agora para o núcleo do governo no Palácio do Planalto.  Ciro assumirá a pasta na semana que vem.


Leia também: "Bolsonaro se assemelha muito ao Lula", avalia Ciro Nogueira 


Em entrevista nesta manhã à Rádio Banda B, de Curitiba, Bolsonaro admitiu que colocar Ciro na Casa Civil pode melhorar o diálogo com o parlamento. “A princípio é ele. Conversei com ele, ele já aceitou. Ele está em recesso e chega a Brasília na segunda-feira, quando vou conversar com ele e acertarmos os ponteiros. É uma pessoa que eu conheço há muito tempo”, disse Bolsonaro.


Ciro deve tomar posse na semana que vem em Brasília - Foto: Assis Fernandes/O Dia

Ciro assume a Casa Civil no lugar do general José Eduardo Ramos, que será deslocado para a Secretaria-Geral da Presidência, atualmente comandada por Onyx Lorenzoni. Onyz será remanejado para o Ministério do Trabalho e Emprego, que hoje é uma secretaria especial do Ministério da Economia, mas que será recriado.


Leia também: Mãe de Ciro Nogueira pode assumir vaga no Senado 


Com a recriação do Ministério do Trabalho, a Esplanada passará a contar com 24 pastas, nove a mais do que havia sido prometido por Bolsonaro em sua campanha quando falava em enxugar a máquina pública. Em entrevista à rádio Jovem Pan Itapetinga, de São Paulo, o presidente afirmou que os novos ministros foram escolhidos “com critério técnicos”, mas não deu mais detalhes. “É para a gente continuar administrando o Brasil”, justificou.

Ciro Nogueira, além de senador, é presidente nacional do Progressistas, o principal partido do chamado Centrão. Além dele, a legenda conta com nomes como o do presidente da Câmara, Arthur Lira, e o líder do governo no Senado, Ricardo Barros.

Compartilhar no
Por: Com informações do G1 e Estadão

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário