Cidadania buscará diálogo com vereadores para votação do impeachment de Dr. Pessoa

O partido acredita que é possível convencer os parlamentares sobre a gravidade dos supostos crimes de responsabilidade e improbidade administrativa

27/01/2022 16:39h

Compartilhar no

O partido Cidadania vai procurar os vereadores de Teresina para pedir apoio na análise do pedido de impeachment do prefeito Dr. Pessoa (MDB). O presidente da sigla, Mário Rogério, acredita que é possível convencer os parlamentares sobre a gravidade dos supostos crimes de responsabilidade e improbidade administrativa indicados na documentação. 

Mário Rogério explicou que o partido tentará diálogo com os vereadores eleitos na base do ex-prefeito Firmino Filho e que possuem maior tendência de formar a oposição no legislativo. Por outro lado, o presidente do Cidadania reconhece a dificuldade de encontrar parlamentares que se proponham a fazer parte da bancada oposicionista.


Leia tambémLíderes e políticos rejeitam aliança com Dr. Pessoa após convites para se filiar ao PL 


“A cidade elegeu vários vereadores na base do prefeito Firmino Filho. Esses vereadores em potencial é que queremos conversar, aqueles eleitos na base da gestão passada, que em tese deveriam estar hoje fazendo oposição a atual administração. Até agora não vi oposição”, disse ao O Dia.

Foto: Jailson Soares / O Dia

Para Mário Rogério, a pressão popular é necessário para a apreciação do impeachment do prefeito. “Os vereadores devem refletir. Todas as enquetes mostram que no mínimo 90% dos teresinenses apoiam o impeachment. Se um vereador eleito a mais de um ano, não entender um recado como esse, não sei mais o que é representação no parlamento”, comentou. 

O presidente da Câmara, vereador Jeová Alencar (MDB), tem afirmado que encaminhará o pedido para a equipe jurídica da Câmara analisar qual o rito deverá ser seguido, já que esse é o primeiro pedido de interrupção de mandato apresentado na história da capital. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário