Crise na base de Dr. Pessoa: Ismael Silva entrega os cargos após votação de reajuste

O líder de governo, Renato Berger (PSD), classificou como "rídiculo" o argumento apresentado por Ismael durante a votação

22/02/2022 14:04h - Atualizado em 23/02/2022 12:30h

Compartilhar no

O clima esquentou na base aliada do Prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, na manhã desta terça (22) na Câmara Municipal de Teresina. Insatisfeitos com as duras críticas do vereador Ismael Silva (PSD) a proposta de reajuste para os professores, aprovada nesta terça, líderes da base aliada criticaram a postura do parlamentar. Ismael afirmou em seu pronunciamento ser contra o percentual do reajuste e defendeu a redução do número de comissionados na gestão. Em resposta vereadores cobraram que o político entregasse os cargos ocupados por aliados dele na gestão de Dr. Pessoa.

Durante entrevista Ismael Silva explicou a situação e colocou seus cargos a disposição de Dr. Pessoa. "Os cargos não são meus, os cargos pertencem ao município. Nunca sai do meu gabinete para ir à Prefeitura pedir cargos, eles é a minha equipe de gabinete são cientes disso. Fizemos indicação de pessoas extremamente técnicas e responsáveis, todas executam suas atividades, portanto pertence ao município, se o poder executivo quiser tirar e fazer a distribuição que fique a vontade nossa atuação será a mesma ao lado da população", afirmou o vereador.

Já o líder de governo da casa, Renato Berger, do PSD, mesmo partido de Ismael, não gostou da postura do parlamentar e cobrou fidelidade ao projeto de administração do prefeito.  “Se ele colocou a disposição ? Ótimo. Se você é da base você tem que ser da base. Se tivesse alguma coisa a mais que pudesse ser feito ele estaria contribuindo mais, ele deveria ter trazido uma sugestão dizendo como poderíamos pagar os 33%. Fizemos parte da eleição do Dr. Pessoa no segundo turno, quando você faz parte do governo se tem compromisso com a gestão. Isso é da cabeça de cada um. Acabar com comissionados não é justificativa, isso ridículo”, disse o vereador.

FOTO: Tarcio Cruz/ODIA



É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário