Deputados comentam força tarefa na Câmara "O Brasil não pode parar por causa de eleição"

Há 34 dias do pleito eleitoral, deputados e senadores buscam eleger representantes nos estados, esvaziando as sessões em Brasília

29/08/2022 14:05h

Compartilhar no

Os Deputados Federais Átila Lira e Margarete Coelho (Progressistas) confirmaram que o Congresso Federal fará uma força tarefa nesta semana para aprovar projetos parados no parlamento.  Há 34 dias do pleito eleitoral, deputados e senadores buscam eleger representantes nos estados, esvaziando as sessões em Brasília.

Segundo a Câmara haverá um esforço concentrado com votações a partir desta segunda, em sessão virtual marcada para as 17 horas. No total, a pauta do Plenário contém 37 itens, entre projetos de lei, medidas provisórias e requerimentos de urgência. Seis MPs que aguardam votação perderão a validade até a realização do primeiro turno das eleições, em outubro, caso não sejam votadas pela Câmara e pelo Senado nesta semana de votações.

Para Átila Lira o movimento é necessário para não deixar parar áreas essenciais do Brasil. "A força tarefa é necessária, por que o processo legislativo não pode ser paralisado por conta de eleições. Essa semana será uma semana de esforços concentrados para discutir essas matérias tanto na Câmara como no senado", afirmou o deputado.  

Já  a deputada Margarete Coelho defendeu a importância do congresso para o país. "Isso é tradição do Congresso Nacional, em período de eleição trabalhar em regime de força tarefa. O congresso Nacional não pode parar, ele é a alma do Brasil. É garante do cidadão brasileiro, estamos empenhados nisso, em não deixar que as matérias do povo sejam deixadas para depois. A campanha corre, mas o congresso tem que funcionar normalmente” finalizou a parlamentar. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário