Dr. Pessoa diz que “não sabia” de paralisação dos enfermeiros e aguarda solução federal

Os enfermeiros protestam pelo pagamento do piso nacional da categoria de R$ 4.750

21/09/2022 11:40h - Atualizado em 21/09/2022 13:26h

Compartilhar no

Em meio a uma crise na saúde municipal, após os enfermeiros anunciarem a paralisação dos trabalhos nesta quarta (21) e a justiça decretar a ilegalidade do movimento, o prefeito da capital, Dr. Pessoa, revelou em entrevista que “nem sabia” do movimento dos profissionais que cobram o pagamento do piso nacional dos enfermeiros. Veja o video no final da matéria

Como o Portal O Dia informou, um total de 8 mil profissionais de enfermagem decidiram paralisar suas atividades nesta quarta (21/09) em todo o Piauí. A decisão ocorre em adesão ao movimento nacional que reivindica o pagamento do piso nacional da categoria de R$ 4.750, suspenso pelo Supremo Tribunal Federal  (STF). Porém, o desembargador Sebastião Ribeiro Martins, ainda na noite na última terça, decretou a ilegalidade da paralisação dos profissionais.

Questionado sobre o impasse na saúde, o Prefeito, que revelou estar doente com diarreia desde o início da semana, demonstrou desconhecimento da situação. “Eu nem sabia dessa decisão da justiça, não estou atualizado. Essa decisão tem que ser respeitada, ser cumprida. Eu disse que se lá de cima, em Brasília, o poder legislativo e executivo tomarem uma decisão concreta de que esses profissionais da área da saúde, enfermeiro, técnico de enfermagem, auxiliar de enfermagem, esse grupo com certeza o prefeito de Teresina irá abraçar”, finalizou o gestor.

FOTO: Assis Fernandes/ O DIA

Secretário diz que enfermeiros já recebem o piso

O Secretário de Governo da capital, André Lopes, afirmou que os enfermeiros de Teresina já recebem um valor superior o piso, os ajustes seriam entre os técnicos e auxiliares. “A Prefeitura já paga um valor muito próximo e até superior para a categoria dos enfermeiros, então precisaríamos fazer ajustes com relação aos técnicos e aos auxiliares. Nossa intenção é sempre cumprir a lei, estamos aguardando o andamento das decisões a nível federal e a partir daí tomar as decisões a nível municipal”, concluiu. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário