Em crise no Piauí, PSDB lamenta rompimento e saída de Washington Bonfim

Além de Bonfim Kléber Montezuma, Charles Silveira e o Delegado Samuel Silveira podem deixar a sigla rumo ao PDT.

12/10/2021 09:59h

Compartilhar no

Segue a crise interna no PSDB do Piauí. Após a derrota expressiva na eleição para a prefeitura de Teresina e a trágica perda do ex-prefeito Firmino Filho o partido segue enfrentando dificuldades para encontrar um caminho. A última baixa no ninho tucano é o ex-secretário de planejamento da capital, Washingon Bonfim, que confirmou que será candidato a governador fora da aliança oposicionista encabeçada por Progressistas e PSDB. Além de Bonfim tucanos históricos como Kléber Montezuma, Charles Silveira e o Delegado Samuel Silveira podem deixar a sigla rumo ao PDT.  

Presidente do PSDB no estado, o deputado Luciano Nunes, criticou a saída de Washingto Bonfim do partido e lamentou que a discussão para a definição de sua candidatura não tenha ocorrido dentro do partido.

“Nós lamentamos pelo fato de que nós trabalhamos pela unidade do partido, temos um pré-candidato ao governo posto, e assim, gostaríamos de que a postulação do Washington ocorresse dentro do partido, mas aceitamos a decisão do professor Washington que é absolutamente legítima. Que ele tenha sorte e trace bons caminhos no partido que ele venha a escolher. É uma opção dele, continua o meu respeito, minha admiração e minha amizade. Mas repito a postulação é legítima, efetivamente o partido já tem um pré-candidato e nos resta apenas desejar boa sorte”, afirmou o dirigente partidário.

Luciano ainda revelou que espera evitar a saída de outros tucanos da sigla e que conta com Kléber Montezuma para 2022.

“Não gera dissidências no partido, a franca maioria, fora o professor Washington, ninguém nos comunicou esse desejo de deixar o partido, são decisões individuais e absolutamente legitima que temos que respeitar. O professor Kléber é um quadro do partido e é pré-candidato ao senado, para o partido não houve nenhuma comunicação, ele continua como coordenador do nosso plano de governo”, finalizou Luciano Nunes. 

FOTO: Tarcio Cruz/ODIA

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário