Em meio à crise administrativa, Pessoa vai a Brasília pela 5ª vez pedir ajuda a Bolsonaro

O prefeito tenta, junto a Bolsonaro, tirar do papel promessas de campanha não cumpridas.

10/01/2022 10:17h - Atualizado em 10/01/2022 10:58h

Compartilhar no

Em meio a uma  grave crise administrativa que atinge a gestão em Teresina, o prefeito Dr. Pessoa vai mais uma vez a Brasília pedir ajuda ao presidente da República, Jair Bolsonaro. Com denúncias de corrupção no primeiro escalão do governo  e enfrentando graves danos pelas enchentes, que já deixaram mais de 400 famílias desabrigadas, o gestor tenta, junto a Bolsonaro, tirar do papel promessas de campanha não cumpridas . O voo que levaria o prefeito a capital pela madrugada foi cancelado, o gestor busca um avião particular para ir a reunião com o presidente. 


Leia Mais: 

Sem Disney e ônibus, Dr. Pessoa cumpre só 10% das promessas em um ano de gestão 
Em ação, relatório do TCE reconhece má-fé e corrupção de Lucas Pereira 
Dr. Pessoa é denunciado por suposta irregularidade em compra de livros 
Banco Mundial deixa programa Lagoas do Norte e Prefeitura fica sem fonte de financiamento 

Essa é a  quinta viagem do Prefeito a capital desde que assumiu o governo, Pessoa foi a Brasília em janeiro, junho, agosto e setembro de 2021. Desprestigiado no estado, Pessoa pleiteava indicar a primeira suplência ao senado da base governista, porém recebeu uma negativa do governador. Nos bastidores petistas e mdebistas temem que o alto índice de rejeição, enfrentado pelo prefeito na capital, possa prejudicar a candidatura de Rafael Fonteles e Themístocles Filho na briga pelo governo. Indeciso, Dr. Pessoa deve mais uma vez ficar isolado politicamente.  Em Brasília o prefeito deve apresentar projetos e pedir ajuda para os desabrigados pelas enchentes. 

Em descrédito com Bolsonaro, Dr. Pessoa pela segunda vez busca ajuda em Brasília, em janeiro do último ano o prefeito foi a capital, porém nenhum dos seus pedidos foi atendido. Durante a campanha o prefeito prometeu criar uma central de vigilância e uma secretaria de segurança pública em Teresina, tudo isso com o apoio do vice-presidente, General Hamilton Mourão. Pessoa ainda buscava construir o hospital do idoso e da mulher, duas bravatas de campanha. Nada do que foi prometido foi feito até o momento, sequer o projeto executivo das propostas foram apresentados.  

FOTO: Divulgação/Redes Sociais

Aceno a Ciro Nogueira

Após a recusa de Wellington em contar com o seu apoio, o grupo político do prefeito caminha para uma possível aliança com a oposição estadual. A ida dele a Brasília é um aceno ao senador Ciro Nogueira, que busca contar com o prefeito ao seu lado. Curiosamente Ciro deve ser oposição a Dr. Pessoa na próxima eleição municipal. Em entrevista recente Themístocles chegou a afirmar que quatro pessoas estariam armando uma “arapuca” para tomar a prefeitura de Dr. Pessoa.  

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário