Em meio a vitórias e dificuldades, Ciro completa cem dias como Ministro da Casa Civil

A aposta do Ministro é na implantação do “auxílio brasil” como a ferramenta que irá impulsionar o restabelecimento da imagem pública do presidente.

07/11/2021 17:00h - Atualizado em 07/11/2021 17:13h

Compartilhar no

O senador piauiense Ciro Nogueira completou, na última sexta (05), cem dias a frente do Ministério da Casa Civil. Nomeado para a pasta no dia 28 de julho o “super ministro”, como define Jair Bolsonaro, se consolidou como o principal articulador do Palácio do Planalto. Desde então, o Ministro  conseguiu vitórias importantes no período, Ciro, porém, enfrenta problemas na retomada da popularidade do Presidente e em tropeços econômicos. A aposta do Ministro é na implantação do “auxílio brasil” como a ferramenta que irá impulsionar o restabelecimento da imagem pública do presidente.

Alçado a Ministro por Bolsonaro para estruturar a base política do presidente no congresso, Ciro chegou em meio a pedidos de impeachment e pressão de deputados e senadores. O novo Ministro, porém, conseguiu avanços importantes. O mais recente deles foi a aprovação da PEC dos Precatórios na Câmara, mesmo com um placar apertado, apenas quatro votos acima do necessário, a aprovação é o primeiro passo para a implantação do novo bolsa família, o auxílio brasil. Coube ao ministro, levar Bolsonaro a um tom mais comedido, menos intempestivo. A sinalização do presidente para uma trégua com o STF, após o acirramento dos ânimos no Sete de Setembro, foi outra importante vitória do Ministro da Casa Civil.

Por outro lado, a grave crise financeira enfrentada pelo Brasil, com uma hiperinflação e aumentos sucessivos no preço do combustível, tornam a vida de Ciro na casa Civil ainda mais complicada. Recentemente coube ao piauiense apaziguar uma crise entre Bolsonaro e o Ministro da Economia, Paulo Guedes. No Congresso o Presidente teve algumas derrotas duras, como a reprovação da PEC do voto impresso, e a CPI da COVID que desnudou erros de gestões anteriores no Ministério da Saúde e causando desgastes na imagem de Jair Bolsonaro. O desafio de Ciro Nogueira agora é estruturar uma coalizão para fortalecer a candidatura à reeleição do Presidente. Sem partido, Bolsonaro pode até mesmo se filiar ao Progressistas, sigla de Ciro Nogueira. O caminho do Ministro até o dia 02 de outubro de 2022, data da eleição, será longo e Ciro terá muito trabalho para articular a base governista e formar uma coligação para reeleger Bolsonaro.

Festa com bolo

Curiosamente foi no Piauí que o Ministro da Casa Civil comemorou os seus 100 dias a frente da pasta, mais especificamente na cidade de Morro Cabeça do Tempo. O senador cumpriu agenda no Estado neste final de semana e no instagram postou a homenagem recebida.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário