Evaldo Gomes diz que Marina errou de estratégia ao deixar Solidariedade

O deputado afirmou que o partido pode fechar a chapa de candidatos a deputados federais na próxima semana

28/01/2022 17:11h - Atualizado em 28/01/2022 17:22h

Compartilhar no

A saída da deputada Marina Santos do Solidariedade,  partido pelo qual se elegeu deputada federal, foi um erro de estratégia da parlamentar na busca pela reeleição, analisa o presidente do Solidariedade, deputado Evaldo Gomes em entrevista ao O DIA. Marina deixou a sigla para se filiar ao PL. 

Evaldo comentou que a deputada conseguiu ser eleita com 80 mil votos na eleição de 2018 com uma boa estrutura e com apoio de prefeitos. Para a eleição desse ano, o presidente acredita que a votação de Marina reduzindo pela metade, ela mesmo assim estaria na disputa da vaga se estivesse no Solidariedade.


Leia tambémJeová e vereadores ignoram Dr. Pessoa e declaram apoio a Rafael Fonteles 


“Acho que a Marina, me perdoe ela, pela primeira vez estou dizendo isso, acho que ela cometeu um erro. Respeito a estratégia que ela tomou, mas era melhor ela estar aqui. Mas ela resolveu sair e ir para o PL. Muita gente vai fazer 80 mil votos e vai ficar de fora. No Solidariedade a gente pode eleger um deputado federal com 40 mil votos”, disse.

Foto: Jailson Sores / O Dia

O deputado afirmou que o partido pode fechar a chapa de candidatos a deputados federais na próxima semana caso se confirme a filiação do ex-deputado Mainha e do ex-prefeito de Canto do Buriti, Marquinhos Chaves. Já para a disputa a Assembleia, Evaldo revelou que avançou no diálogo com suplentes de deputados. 

“Tem outros nomes que estamos conversando, tem pessoas que não foram eleitos e estão na condição de suplentes. A ideia é pelo menos dobrar a bancada na Assembleia. Se mantivermos a cadeira na Câmara e dobrar a bancada estadual, sairemos fortalecidos dessa campanha atípica”, comentou ao acrescentar que a expectativa é a chapa de deputados estaduais conseguir 100 mil votos. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário