Governo Federal lança nova fase de Força-Tarefa para perfuração de poços no Piauí

Ao todo serão investidos até dezembro R$ 78 milhões de reais no projeto

01/07/2022 14:19h

Compartilhar no

O Ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, e o Presidente da Fundação Nacional de Saúde, Miguel da Silva Marques, assinaram, na manhã desta sexta (01) a ordem de serviço para perfuração de poços no Piauí. A ação faz parte da segunda etapa da Força-Tarefa das Águas, ao todo serão investidos até dezembro R$ 78 milhões de reais no projeto. Nesta fase mais de 600 poços e 5 mil cisternas serão instalados nas zonas rurais do estado.

Para Ciro Nogueira o projeto é mais uma ação para combater a escassez hídrica que atinge o nordeste brasileiro. “A ideia é levar água a quem não tem acesso a ela como um todo no nordeste. Exemplos claros como a transposição do Rio São Francisco, agora lançou o estudo pela transposição para o Estado do Piauí. Investimento maciço nas mais variadas áreas, seja no Dnocs, Funasa, Codevasf. Não podemos admitir nos dias de hoje que as pessoas não tenham acesso a água. Ficamos feliz em receber o diretor geral da Funasa para lançar esse evento que tenho certeza que irá ajudar muita gente”, disse o ministro. 

FOTO: Ascom Ciro Nogueira

A iniciativa é coordenada pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa), com a participação da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), além dos Ministérios da Saúde, do Desenvolvimento Regional, da Cidadania e da Defesa. Comunidades rurais isoladas vão receber sistemas simplificados de abastecimento por meio de um novo programa do governo federal. O Força-Tarefa das Águas, que prevê a instalação de 1,5 milhão cisternas nas regiões mais necessitadas.

O presidente da Funasa explicou como será a segunda etapa do projeto. “Vão ser investidos mais 20 milhões em um espaço de um contrato de R$ 78 milhões. Até o final do ano a estimativa do Governo Federal é investir R$ 78 milhões de reais na perfuração e instalação de poços artesianos. Toda a demanda está na superintendência da Codevasf no Piauí, o dinheiro é descentralizado. É uma execução direta da Funasa para os municípios do Piauí. Serão 100 poços artesianos na primeira etapa, hoje a gente assina mais um contrato de mais 20 milhões com previsão de até o final do ano R$ 78 milhões”, concluiu Miguel da Silva Marques. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário