Jonas Moura é exonerado de cargo na Funasa após decisão do PSD

A portaria de exoneração assinada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, e publicada na edição do Diário Oficial da União desta terça-feira (11)

11/01/2022 14:17h

Compartilhar no

decisão do PSD de permanecer na base do governador Wellington Dias (PT) durante o último final de semana já trouxe as primeiras consequências. Nessa terça-feira (11), o ex-presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM), Jonas Moura, foi exonerado do cargo do diretor do Departamento de Engenharia de Saúde Pública da Fundação Nacional de Saúde (Funasa).


Leia tambémFonteles e Themístocles tomam café da manhã e alinham discurso majoritário 


A portaria de exoneração assinada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, e publicada na edição do Diário Oficial da União confirmou a tendência de que nomes indicados pelo PSD deixassem os cargos federais caso o partido continuasse com o governo do Piauí. Jonas Moura estava no cargo desde maio de 2021. 

Foto: Assis Fernandes / O Dia

O presidente estadual do PSD, deputado federal Júlio César, e o deputado estadual Georgiano Neto, estiveram reunidos com o governador Wellington Dias e o pré-candidato ao governo do Estado, Rafael Fonteles, no último final de semana, e acertaram que a sigla se manterá na base governista. 

O PSD chegou a rivalizar com o MDB na disputa pela indicação do vice na chapa majoritária que disputará o Palácio de Karnak, mas após acordos, o partido ficou com a primeira suplência da chapa que terá Wellington Dias na disputa por vaga no Senado Federal. Já os emedebistas garantiram a indicação para vice ao governo. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário