Mais de um ano depois, bloco de oposição a Dr. Pessoa é oficializado na Câmara

Dos 29 vereadores eleitos, 16 parlamentares foram eleitos no palanque oposto a Dr. Pessoa

30/03/2022 10:49h

Compartilhar no

Quatro vereadores oficializaram na manhã desta quarta (30) a criação do bloco de oposição ao prefeito Dr. Pessoa na Câmara Municipal de Teresina. O grupo oposicionista é criado somente 453 dias após o início da gestão de Pessoa/Robert Rios. Farão parte do bloco os vereadores Edson Melo (PSDB), Paulo Lopes (PSDB), Aluísio Sampaio (Progressistas) e Ismael Silva (PSD).

A decisão surge em meio a duas greves em curso, na educação e no transporte público, e uma alta impopularidade do Prefeito. Dos 29 vereadores eleitos, 16 parlamentares foram eleitos no palanque oposto a Dr. Pessoa, porém aderiram a base de apoio a atual.  

O mais experiente do grupo, o vereador Edson Melo destacou que a cidade piorou com a gestão de Dr. Pessoa, e lamentou a mudança para pior. “Como parlamentar e como teresinense a gente sempre deseja o melhor para a nossa cidade, infelizmente cada dia que passa a gente a administração mais perdida. Entre 29 vereadores temos quatro que vão se posicionar se forma crítica, no intuito de tentar fazer com que a gestão funcione. Em um ano e quatro meses tudo piorou na cidade, a população que votou para mudar, mudou, mas mudou para pior”, disse o vereador.

Último a aderir a oposição, o vereador Ismael Silva explicou os motivos de deixar a base de apoio a Dr. Pessoa, apesar do seu partido, o PSD, ter apoiado o prefeito no 2° turno da eleição passada. “A última adesão na verdade foi a minha, sempre tentamos apontar os erros sem nenhum estardalhaço, não é um compromisso do quanto pior melhor, nosso compromisso é com a cidade. Vamos criticar e apontar soluções como fazemos desde o início do mandato mas que infelizmente, muitas dessas soluções apontadas não foram adotadas pela gestão”, relatou.

FOTO: Tarcio Cruz/ODIA

Sem descer o nível

Um dos líderes da base de Dr. Pessoa, o vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT), cobrou uma oposição séria, sem “descer o nível”. “Eu acho normal, natural e faz parte da democracia. A oposição quando é feita com responsabilidade ela ajuda a gestão. Aponta no dia-dia os pontos de problema da gestão. Esperamos que façam oposição como eu fui, mas sem descer o nível nas ideias e sem atrapalhar a nossa atuação na Câmara. Não vai ter nenhum problema nem para a Câmara e faz parte da democracia”, finalizou o vereador. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário