Rafael Fonteles revela que PT cobrará dos novos filiados fidelidade e apoio a Lula

Os deputados que chegaram ao partido deverão obedecer o estatuto do partido e acompanhar a estratégia estadual e federal do PT

24/03/2022 08:33h - Atualizado em 24/03/2022 08:44h

Compartilhar no

O pré-candidato ao governo do Piauí, Rafael Fonteles (PT), revelou que o partido não irá permitir infidelidades dos seus membros na campanha eleitoral desde ano. O PT recebeu vários deputados e lideranças ao longo da janela partidária, muitos que eram de partidos oposicionistas a sigla, nomes como Firmino Paulo e Hélio Isaías, por exemplo, que eram do Progressistas, oposição a Wellington. 

Rafael lembrou que as divergências são comuns dentro do PT e salientou que espera adaptação dos novos filiados.  “Quem se filia ao Partido dos Trabalhadores assume o compromisso com algumas pautas que são unanimes no partido. Em alguns pontos específicos há divergências, até mesmo com os petistas mais antigos. O PT tem um estatuto e não tenho dúvida que esses deputados saberão obviamente se adaptar”, revelou o pré-candidato.

Fonteles salientou também que todos deverão apoiar Lula e a estratégia nacional do Partido dos Trabalhadores.  “Há todo um compromisso com a estratégia eleitoral do partido dos trabalhadores tanto em nível nacional que envolve a Presidência da República, a Câmara Federal e o Senado Federal. Há todo um alinhamento tanto na estratégia quanto nas bandeiras, nos programas e nas premissas do partido”, concluiu Rafael Fonteles. 

FOTO: Jailson Soares/ O DIA

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário