Regina Sousa critica “estupidez” da violência política após 2ª morte de apoiador de Lula

Em julho um outro apoiador de Bolsonaro também havia matado a tiros um apoiador de Lula

12/09/2022 11:07h

Compartilhar no

A Governadora Regina Sousa fez duras críticas ao acirramento da violência política durante entrevista na manhã desta segunda (12). A gestora estadual lembrou o segundo assassinato de um apoiador do ex-presidente Lula, ocorrido na semana passada, e chamou de “estupidez” o clima de briga que  avança pelo país.

Na última quarta (07) O apoiador do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), Rafael Silva de Oliveira, matou o apoiador de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Benedito Cardoso dos Santos, em uma região de chácara do município de Confresa, estado de Mato Grosso. O crime ocorreu após discussão entre o bolsonarista e o lulista. Em julho um outro apoiador de Bolsonaro também havia matado a tiros um apoiador de Lula.

FOTO: Tarcio Cruz/ O DIA

Regina criticou a agressão e cobrou mais amor ao próximo. “Essa violência não é só na campanha, ela vem até mesmo de antes do governo Bolsonaro, do governo Temer já teve muitos problemas por violência de ideologia política o que é um absurdo, uma estupidez. O que a gente quer é que se troque a palavra armar por amar, é só tirar o r”, disse Regina Sousa.  

No contexto político Regina reprovou também o constante assédio sofrido por prefeitos para apoiarem candidatos ao governo e avaliou a estratégia de Fonteles na reta final de campanha. “Eu não gosto mais dessa discussão, acho tão boba. Todo mundo quer voto, não é pressão. As pessoas mudam de lado, todo dia estão anunciando, não sei se isso gera alguma coisa. É a estratégia de campanha que todo mundo tá fazendo. Vamos trabalhar para continuar fazendo campanhas em pontos estratégicos e pesquisas, vendo onde está precisando de mais reforços e buscar o voto”, concluiu a Governadora.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário