Silvio Mendes assume o União Brasil na segunda e conta com apoio do PSDB

A ida de Silvio para o União Brasil é uma articulação do Ministro Ciro Nogueira, principal expoente da oposição no estado

18/03/2022 11:44h

Compartilhar no

O pré-candidato ao governo do Piauí, Silvio Mendes, confirmou em entrevista ao Portal O Dia, na manhã desta sexta (18), que assumirá na próxima segunda (21) o comando do União Brasil. O ato será realizado pela direção nacional da sigla em Brasília. O ex-prefeito de Teresina conta ainda com o apoio do PSDB piauiense para fortalecer a chapa de oposição que já conta com o Progressistas. 

A ida de Silvio para o União Brasil é uma articulação do Ministro Ciro Nogueira, principal expoente da oposição no estado, e irá acrescentar tempo de TV e verba de campanha para a candidatura. Silvio Mendes confirmou também que recebeu uma promessa de apoio presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, a sua candidatura. “O presidente do PSDB me ligou ontem e garantiu que o partido vai me apoiar. Está definido que assumo o União Brasil na segunda”, disse o ex-prefeito. 

Silvio explicou também como será a nova composição da direção da sigla.  Ele assume o comando do partido, o 1º vice-presidente será o ex-prefeito de Bom Jesus, Marcos Elvas, a 2º vice-presidente será Adalgisa Moraes, esposa de Mão Santa, e o 3º vice-presidente será  Avelino Neiva. As maiores cidades do Estado estarão representadas na executiva de acordo com Silvio. 

FOTO: Jailson Soares/O DIA

Crise com o Cidadania

O apoio do PSDB a Silvio Mendes desencadeou uma crise com o Cidadania no estado. O partido tem a candidatura de Washington Bonfim já posta para o governo. A federação entre PSDB e Cidadania inviabilizaria a candidatura de Bonfim. 

Washington ressaltou que o presidente do Cidadania, Roberto Freire, ratificou que apoiará a sua candidatura e classificou como “péssima” a possibilidade da federação Cidadania/PSDB apoiar Silvio.  “Ontem quando surgiu essa notícia o presidente do Cidadania, Roberto Freire, deu várias declarações de apoio a manutenção da nossa aliança. Não há sentido apoiar um candidato, estando federado, e um dos partidos da federação tendo candidato por outro partido. Isso politicamente é péssimo. Continuo conversando em Brasília e o nosso propósito é manter a candidatura”, disse o pré-candidato. 

Bonfim ainda atacou duramente o processo de esvaziamento do PSDB no Piauí. “O PSDB está sendo deixado pelo Dr. Silvio em uma situação muito ruim, o partido sequer tem chapa proporcional para estadual e federal. Todos os nomes do partido migraram da sigla, em bom português ele está destruindo o PSDB e a história política que construímos”, concluiu o pré-candidato ao governo do Piauí.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no