Teresa Britto sinaliza permanecer no PV em caso de federação com o PT

Os dirigentes nacionais do partido, contudo, buscam convencer a deputada a ficar no partido

19/01/2022 16:27h - Atualizado em 19/01/2022 16:41h

Compartilhar no

A permanência da deputada estadual Teresa Britto no Partido Verde (PV) é uma tendência que tem ganhado cada vez mais força. A sigla da parlamentar oposicionista deve integrar uma federação partidária que reúne entre outras siglas o Partido dos Trabalhadores, do governador Wellington Dias, e, consequentemente, formará aliança para disputa da Alepi e à sucessão estadual. 


Leia tambémDr. Pessoa confirma saída do MDB e acerta filiação ao PL 


Em reunião realizada pela executiva nacional do PV, Teresa Britto foi uma das quatro presidentes estaduais que discordou da formação da federação. Os dirigentes nacionais do partido, contudo, buscam convencer a deputada a ficar no partido mesmo em caso da unificação se concretizar. 

Foto: Assis Fernandes / O Dia

“Fomos eleitos na oposição, nos mantivemos na oposição de forma responsável. Tenho uma história longa no partido. Fui eleita na primeira eleição pelo partido. Cheguei a ser vice-presidente do partido. Primeiro quero ver o que vai acontecer’, disse Teresa Brito em entrevista ao programa O Dia News, da O Dia Tv. 

A parlamentar citou sua sobrevivência política e a manutenção de uma cadeira da Assembleia Legislativa para sinalizar que pode ficar no PV. Contudo, apontou que seguirá como independente mesmo integrando o conjunto de partidos aliados à base governista. 

“Preciso ver a sobrevivência do Partido Verde. A sobrevivência da deputada Teresa Britto. Eu como deputada vou continuar independente, vou continuar ajudando a população do estado do Piauí. E se eu não for deputada, nada vou poder fazer pelo Piauí. Precisamos analisar todo esse cenário a nível nacional”, afirmou. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário