Vereador denuncia FMS por falta de alimentação para pacientes acamados em Teresina

Ismael Silva revelou que deve acionar o Ministério Público para investigar a falta dos insumos

13/09/2022 11:44h - Atualizado em 13/09/2022 18:28h

Compartilhar no

O vereador Ismael Silva (PSD) denunciou na manhã desta terça (13) que a Fundação Municipal de Saúde estaria há mais de três meses sem fornecer insumos para a dieta enteral de pacientes acamados e suplemento alimentar para crianças e pacientes que dependem de alimentação especial em Teresina. O parlamentar revelou que deve acionar o Ministério Público para investigar junto a Prefeitura de Teresina a falta dos alimentos na rede de saúde.

A alimentação enteral é considerada essencial para a saúde de pessoas enfermas impossibilitadas de alimentar-se convencionalmente pela boca ou que não consigam manter seu estado nutricional adequado. O custo deste tipo de alimentação, de acordo com especialistas, pode passar dos R$ 1.000,00 mensais, impedindo muitas famílias de arcar com o valor da dieta. A alimentação deve ser fornecida pelo Sistema Único de saúde através da rede assistencial.

FOTO: Assis Fernandes/ O DIA

Ismael Silva revelou os detalhes do grave quadro encontrado junto a pacientes em Teresina. “Em visitas nos deparamos com o problema dentro da FMS que é a deficiência quanto a distribuição das dietas enterais, a suplementação que é destinada para pacientes acamados ou para crianças que apresente algum tipo de anomalia ou que dependa dessa nutrição. Temos registros de pacientes que estão a mais de três meses aguardando essa dieta, pacientes que tem apresentado perca de peso por não se alimentar corretamente”, lamentou o parlamentar.

FOTO: Assis Fernandes/ O DIA

O parlamentar destacou ainda que estuda junto ao MP estadual uma maneira de acionar juridicamente a gestão municipal para tentar solucionar o impasse. “Estamos notificando hoje a fundação municipal de saúde para de maneira formal ter essa resposta, também estamos dialogando com o Ministério Público, especificamente com o Dr. Eny Pontes, que está a frente de todos esses levantamentos com relação a saúde”, afirmou Ismael Silva.

A Fundação Municipal de Saúde foi perguntada a respeito, o órgão apenas respondeu que iria averiguar a procedência da denúncia.

FMS teria mandado paciente fazer o próprio alimento

Uma outra grave denúncia feita pelo vereador aponta que a Fundação Municipal de Saúde teria instruído os próprios pacientes a produzirem a alimentação de forma caseira, utilizando os próprios utensílios, sem qualquer direcionamento profissional. “A orientação que recebemos era de que as famílias produzissem essas próprias dietas, a nossa preocupação está no risco, são pessoas que tem um quadro de saúde muito sensível e essas famílias não possuem a orientação correta e devida para preparar e manejar essa dieta”, finalizou o parlamentar.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário