Wellington cobra vacinação de crianças e remédio contra Covid para pôr fim à pandemia

O governador recomendou ainda precaução nas festas de natal para evitar a propagação da variante Ômicron que começa a preocupar a Europa.

22/12/2021 10:20h - Atualizado em 22/12/2021 10:42h

Compartilhar no

O Governador Wellington Dias dois fatores para o fim da pandemia no Piauí. Após reunião do Fórum de Governadores, os gestores encaminharam um documento ao Ministério da Saúde  cobrando o avanço na vacinação de crianças, a partir de cinco anos, e a regulamentação de medicamentos para o combate a pandemia. Wellington recomendou ainda  precaução nas festas de natal para evitar a propagação da  variante Ômicron que começa a preocupar a Europa.

O governador explicou que o estado buscará atingir 80% da população imunizada com as duas doses para se tentar uma saída segura da pandemia, o baixo índice de óbitos em todo o Brasil é algo que pode contribuir para o processo. “Cientificamente vamos continuar seguindo a ciência, temos que atingir 80% de imunizados em todo o estado. A surpresa foi a variante Ômicron, o que desejamos no Piauí é seguir com as restrições para que a gente tenha ainda uma saída segurança. Ainda ontem reunimos o fórum dos governadores para que a gente tenha um plano para discutir o reconhecimento de que não há mais pandemia. Veja que o Brasil inteiro está com uma média de óbito abaixo de 150 por dia, para quem já esteve no patamar de 4500 por dia é uma vitória. Isso é um sinal de que a vacina está funcionando”, disse o governador.

Wellington confirmou que uma exigência foi encaminhada para o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, cobrando um avanço ainda maior na vacinação. “Há a necessidade de o Brasil avançar com a vacina para crianças acima de cinco anos, é uma vacina que possui uma composição adequada, inclusive já foi aprovada por várias agências reguladoras no exterior. Eu formalizei ao Ministro da Saúde para que o Brasil dê a autorização para teste e a aprovação emergencial do uso de remédios e medicamentos para Covid. Já temos alguns medicamentos avançados, principalmente da Pfizer, e alguns países já estão em fase de teste e com autorização. Com a vacinação e a medicação a gente sai da fase de pandemia, e aí sim se permite medidas de segurança para uma nova normalidade”, finalizou.

Natal seguro

O governador ainda revelou que as medidas de isolamento e o uso de máscara em locais públicos serão mantidas durante o período natalino. A iniciativa ajudará a manter a segurança contra a variante Ômicron que já chegou no Brasil. “Para o Natal que são festividades mais familiares, esperamos que sejam mantidas as regras sanitárias que nós tínhamos, mas garantindo a suspensão de festividades públicas. Adotamos medidas que se colocam as regras do distanciamento com metade da capacidade dos estabelecimentos. Pedimos o uso da máscara e do álcool em gel para combater evitarmos a variante Ômicron”, concluiu o governador. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário