Wellington diz que estados provaram que não são culpados pela gasolina cara no Brasil

Os governadores decidiram descongelar o imposto na última sexta (14), após três meses de suspensão no reajuste do tributo

16/01/2022 13:27h - Atualizado em 16/01/2022 13:40h

Compartilhar no

O Governador Wellington Dias revelou, em um vídeo divulgado no último sábado (15), que o congelamento do ICMS no preço dos combustíveis, e a não redução do preço na bomba, provou na prática que a culpa do alto preço da gasolina não é dos estados. Os governadores decidiram descongelar o imposto na última sexta (14), após três meses de suspensão no reajuste do tributo, o preço do combustível, porém, se manteve praticamente o mesmo. A partir de fevereiro os estados voltam a calcular o índice do tributo sob o preço base fornecido pela Petrobrás.  

O governador foi duro ao avaliar a falta de ações na redução dos combustíveis e lamentou a não discussão de alternativas sobre o tema junto ao poder federal. “Se dizia a todo instante que o problema do preço dos combustíveis era o ICMS aplicado pelos estados. Provamos que não. Segundo lugar, havia uma trégua para chegar ao entendimento para a aprovação da reforma tributária. Isso também não aconteceu”, afirmou Wellington Dias.

Wellington criticou novamente a Petrobrás pelos sucessivos reajustes. Hoje o combustível é o maior vilão da hiperinflação que atinge o país. “Por outro lado, a Petrobras seguiu dando reajustes e mais reajustes no combustível. Então, se o objetivo era encontrar solução e portas foram fechadas, o Fórum dos Governadores reagiu. Se não é possível ter um entendimento, porque então estamos abrindo mão de receitas para ações para o nosso povo?”, concluiu o governador. 

FOTO: CCOM/Governo do Piauí

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário