Zé Santana defende que o MDB tem “direito natural” a vaga de vice-governador

MDB e PSD brigam pela indicação, por ter uma maior bancada estadual e federal o MDB seria o detentor natural do direito pela indicação

02/01/2022 10:59h - Atualizado em 02/01/2022 17:32h

Compartilhar no

O deputado estadual Zé Santana (MDB) voltou a defender que o seu partido teria o direito natural a indicar o candidato a vice-governador na chapa da base governista que deve ter o Secretário de Fazenda, Rafael Fonteles, como candidato a governador. MDB e PSD brigam pela indicação, por ter uma maior bancada estadual e federal o MDB seria o detentor natural do direito pela indicação, o PSD, porém, alega possuir um número maior de prefeitos filiados a legenda, fato que credenciaria a sigla a indicação.  

Zé Santana explicou que a partir deste mês de janeiro as discussões devem se intensificar e ratificou o apoio ao presidente da Assembleia, Themístocles Filho, na briga pela vaga. “Não participamos recentemente de discussões do próprio partido para decisões a respeito, eu entendo que haverá de ter um consenso e que o bom senso, apesar de tudo, prevaleça.  A opinião da maioria deve ser respeitada. Até onde se discutiu o MDB terá o direito natural a vaga de vice, o nome que teve a aceitação de todos foi o do deputado Temístocles. No momento em que o governador nos chamar estamos a disposição, creio que a partir do próximo mês a situação deve se desenrolar”, disse o deputado.

O parlamentar ainda deixou claro que não vê motivos para o PSD, ou qualquer outro aliado romper com o governo neste momento. Para ele faltariam “argumentos” para um possível desembarque.  “Acho que o PSD, o MDB e os diversos outros partidos que compõe a base do governo estiveram desde a eleição passada e tem nos ajudado fazendo parte da gestão do governo atual. Não vejo sentido, as vésperas de uma eleição, deixar a base aliada sobre que argumentação? Não tem nem o que criticar sobre um governo ao qual se fez parte”, concluiu Zé Santana. 

FOTO: Assis Fernandes/ODIA

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário