Acidente Vascular Cerebral (AVC): Entenda o que causa o problema

Segundo o Ministério da Saúde, o Acidente Vascular Cerebral acontece quando vasos que levam sangue ao cérebro entopem ou se rompem

15/08/2022 17:31h - Atualizado em 15/08/2022 17:40h

Compartilhar no

A candidata a deputada Federal, Viviane Moura, foi internada neste domingo (14), após sofrer um Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico (AVCH). Segundo o boletim médico, Viviane Moura apresenta melhora do quadro neurológico, consciente, com respiração espontânea e sem necessidade de cirurgias.


Leia também: Mais de mil piauienses já morreram vítimas de AVC em 2020 


Apesar de comum, muitas pessoas ainda não compreendem o que, de fato, é um AVC. Segundo o Ministério da Saúde, o Acidente Vascular Cerebral acontece quando vasos que levam sangue ao cérebro entopem ou se rompem, provocando a paralisia da área cerebral que ficou sem circulação sanguínea. É uma problema que acomete mais os homens que as mulheres, sendo uma das principais causas de morte, incapacitação e internações em todo o mundo.

(Foto: Agência Brasil)

Existem ainda diferenças entre um AVC hemorrágico e um AVC isquêmico.  O AVC isquêmico ocorre quando há obstrução de uma artéria, impedindo a passagem de oxigênio para células cerebrais, que acabam morrendo. Essa obstrução pode acontecer devido a um trombo (trombose) ou a um êmbolo (embolia). O AVC isquêmico é o mais comum e representa 85% de todos os casos.

Já o AVC hemorrágico, que foi o caso da candidata a deputada Federal, Viviane Moura, ocorre quando há rompimento de um vaso cerebral, provocando hemorragia. Esta hemorragia pode acontecer dentro do tecido cerebral ou na superfície entre o cérebro e a meninge. É responsável por 15% de todos os casos de AVC, mas pode causar a morte com mais frequência do que o AVC isquêmico.

Vale ressaltar ainda que há fatores de risco que podem contribuir para o desenvolvimento de um Acidente Vascular Cerebral, como hipertensão, diabetes tipo 2, colesterol alto, obesidade, tabagismo, sedentarismo. 


Quais são os sintomas de um AVC?

Existem alguns sinais que o corpo dá que ajudam a reconhecer um Acidente Vascular Cerebral. Os principais sinais de alerta para qualquer tipo de AVC são:

  • fraqueza ou formigamento na face, no braço ou na perna, especialmente em um lado do corpo;
  • confusão mental;
  • alteração da fala ou compreensão;
  • alteração na visão (em um ou ambos os olhos);
  • alteração do equilíbrio, coordenação, tontura ou alteração no andar;
  • dor de cabeça súbita, intensa, sem causa aparente. 

Caso qualquer um desses sintomas apareçam, é fundamental ligar para o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU - 192), Bombeiros (193) ou levar a pessoa imediatamente a um hospital para avaliação clínica detalhada. Quanto mais rápido for o atendimento, maiores serão as chances de sobrevivência e recuperação total.

Para prevenir o AVC, a adequação aos hábitos de vida diária é primordial. Dentre as ações que podem ajudar a prevenir o problema é interessante praticar atividades físicas regularmente, beber bastante água, manter a pressão e a glicose sob controle. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Ministério da Saúde

Deixe seu comentário