João Magalhães

Prefeitura de Teresina demora fazer projeto e perde dinheiro para obra turística no Poti

Sob a gestão de Dr. Pessoa, a Prefeitura não conseguiu viabilizar a contratação de uma empresa para executar a obra, o recurso voltou e a cidade deixou de ganhar investimentos em mais um equipamento turístico.

25/01/2022 19:08h - Atualizado em 26/01/2022 15:30h

Compartilhar no

A demora da Prefeitura de Teresina em viabilizar um projeto para construção de um píer no rio Poti, que seria integrado ao Complexo Turístico da Ponte Estaiada, fez com que o recurso oriundo de emenda parlamentar do senador Elmano Férrer ficasse perdido. Como a Prefeitura não conseguiu viabilizar a contratação de uma empresa para executar a obra, o recurso voltou e a cidade deixou de ganhar investimentos e mais um equipamento turístico.

Em novembro de 2020, o senador anunciou a destinação de R$ 250 mil para a obra, que deveria ser executada em 2021. Mas com a gestão de Dr. Pessoa, a área técnica do planejamento sofreu uma espécie de paralisação, com a demora na conclusão dos projetos, os valores para construção sofreram reajustes e quando a obra foi licitada, nenhuma empresa demonstrou interesse – já que os R$ 250 mil não eram mais suficientes. Como não havia mais tempo hábil para fazer um novo projeto com adequação dos valores, a emenda do senador não foi executada.

Abaixo, imagem de como deveria ficar a obra, caso a Prefeitura tivesse conseguido viabilizar a aplicação do recurso. 

O projeto chegou a ser divulgado pelo senador em maio, mas não saiu do papel. (Imagem divulgada pela assessoria).

A coluna entrou em contato com a Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Planejamento, para falar sobre o assunto. Ao O DIA, a Prefeitura garantiu que vai realizar a obra e uma nova licitação será lançada, dessa vez apenas com investimentos próprios. Ou seja, o recurso que será destinado ao píer poderia ser utilizado para outra obra, caso a emenda do senador  Elmano não tivesse sido perdida.   


Veja a nota na íntegra

A Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal de Planejamento, esclarece que a construção do Píer Flutuante no rio Poti, nas proximidades da Ponte Estaiada, está assegurada e será realizada. 

O município, por duas vezes, licitou o projeto e ocorreu uma licitação deserta. Com atualização do contrato, uma nova licitação será lançada para a conclusão desse Píer, que conta, desde o início, com maior volume de investimentos próprios do município. 

A Prefeitura de Teresina, junto à Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (Semplan) e Superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD) Leste, reforça que a construção do Píer será realizada, ampliando as possibilidades de lazer dentro do complexo e fomenta também o turismo sustentável.

O Píer Flutuante tem como objetivo integrar o complexo turístico da Ponte Estaiada e terá uma localização que dará acesso a uma visão privilegiada da ponte. Além de oferecer a oportunidade de contemplar o rio, também vai estimular a prática de atividades náuticas, como passeios de lanchas e jetskis.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário